Vereador Matias Marinho alerta para o autoexame da mama

Fazer o autoexame da mama é um ato de amor próprio. Quem se informa e previne sai na frente contra o câncer de mama. Cuide-se, mulher!

Compartilhar

Estranho no Santuário de Ribamar, Jota Pinto é engolido na disputa por prefeitura

Por blog Marrapa.

Ex-secretário da gestão Edivaldo Holanda Junior em São Luís, Jota Pinto (PDT) não deve ir longe na disputa pela Prefeitura de São José de Ribamar.

Envolto em uma guerra com os padroeiros da política ribamarense, o candidato forasteiro parece um herege em território santo; sem espaço, legitimidade e discurso.

Com uma estrutura política e de comunicação de fazer inveja, Jota tem desempenho minúsculo, chocho, que nunca chega a dois dígitos, quase sempre ultrapassado pelos concorrentes Dr Julinho (PL), Beto das Vilas (Republicanos), Eudes Sampaio (PTB) e Edson Junior (MDB).

Em meio à disputa entre os grupos Cutrim, de Luís Fernando, das famílias Julinho e Câmara, Jota Pinto é um nanico.

Nos bastidores, inclusive, há quem aconselhe ele a ligar o automático, focar na reeleição da esposa vereadora da capital e esperar o resultado de novembro, na expectativa de assumir definitivamente o mandato na Assembleia.

Compartilhar

Ribamar: Eudes Sampaio mostra preparo e conhecimento de gestão em sabatina

Por Marco Aurélio D´Eça.

O prefeito de São José de Ribamar e candidato à reeleição, Eudes Sampaio, foi o último sabatinado da série promovida pelo programa Na Mira, da rádio Mirante FM. O atual gestor mostrou preparo e conhecimento da gestão para solução para os principais problemas do município, avançando em outras áreas onde a gestão ainda não atuou.

“Pra qualquer coisa que vai fazer na vida é preciso ter o mínimo de conhecimento. Respeito todos os candidatos, mas ser prefeito de São José de Ribamar não é uma aventura, exige extrema responsabilidade. Por isso precisa ser administrada por quem conhece sua economia, sua geografia e seus problemas. Precisamos de uma gestão eficiente e que coloque o cidadão em primeiro lugar. É isso que estamos fazendo e vamos continuar fazendo pelos próximos quatro anos”, afirmou o prefeito.

Confira o que disse Eudes sobre os principais temas tratados:

Educação na pandemia

“Durante a pandemia fizemos ensino remoto, pesquisa com a comunidade escolar e atividade à distância, com as mães buscando a atividade na escola. Conseguimos atingir durante a fase aguda da pandemia 80% dos alunos. Estamos levantando o número de alunos não atingidos para atingirmos 100%”.

“Vamos voltar em modelo híbrido em 2021, com kits de segurança sanitária para os alunos. Vamos atender os alunos não foram atendidos. 20% dos alunos de Ribamar corresponde a aproximadamente 5 mil alunos. São 113 escolas. Melhorando acesso à Internet temos condições de atingir esses alunos. Temos como atingir esse número”.

Limite entre municípios da Ilha

“Existe um grande equívoco na questão de se colocar que existe problema na definição dos limites na Ilha. Os limites estão absolutamente resolvidos. O governador Flávio Dino sancionou três leis, que solucionou a divisão. Não há mais qualquer tipo de dúvida. São 350 pontos identificados. Quem falar isso está desinformado. Foi uma luta muito dura. Iniciamos isso em 2005 quando nosso grupo político entrou na prefeitura. Eu era secrteário da Receita e coordenei o trabalho. No Censo 2010, melhorou. E em 2017, quando Luís Fernando voltou fomos a campo, o projeto foi aprovado na Assembleia e foi resolvido. A questão do IPTU, sentamos com a prefeitura de São Luís para não mandar para o Cohatrac V e resolvemos”.

Geração de empregos

Por sermos o único município que faz limite territorial em fronteira terrestre com São Luís e termos uma economia mais frágil, 60% da nossa população trabalha em São Luís. E temos que criar infraestrutura no que temos potencial, como o Turismo. Precisamos criar infraestrutura turística, para que o turista que vem em Ribamar para o turismo religioso, fique mais um pouco e consuma mais como em outros lugares. Por isso, temos um plano para melhorar o setor, principalmente o turismo náutico, temos uma baía muito bela. Agora mesmo conseguimos recurso para revitalizar a Meira Mar, vamos urbanizar o espigão e atrair mais turistas. E vamos investir na educação profissionalizante. Ainda perseguimos a implantação do distrito industrial para atender a Ilha, que vai gerar muitos empregos na nossa cidade.

Infraestrutura

“O problema de uma cidade que chove seis meses no ano é drenagem. Nas vias asfaltadas que não tem drenagem, o asfalto vai danificar. Devemos fazer o que estamos fazendo hoje, como na Mascarenhas de Moraes. Todo ano ali acabava e estamos fazendo uma obra que vai durar uns 30 anos. Esse é um exemplo que vamos atacar nos próximos anos. São vários trechos como esse, por exemplo, no Parque Vitória, e vamos evitar esses problemas atacando a drenagem”.

Compartilhar

MP de Contas quer nulidade de decisão ilegal de Washington Oliveira que limpou ficha de Dr. Julinho

Sem prévia remessa dos autos ao Parquet, conselheiro suspendeu, monocraticamente, efeitos de acórdão do plenário do TCE-MA que julgou irregulares as contas de 2007 da Maternidade Benedito Leite

O Ministério Público de Contas pediu ao plenário do TCE (Tribunal de Contas do Estado) que reconheça a nulidade de uma decisão do conselheiro Washington Oliveira que suspendeu os efeitos do acórdão da própria corte, já transitado em julgado há 10 anos, que julgou irregulares as contas da Maternidade Benedito Leite, referente ao exercício de 2007, de responsabilidade de Júlio César de Sousa Matos, o Dr. Julinho (PL).

Ilegal, a decisão foi proferida, monocraticamente, sem prévia remessa dos autos ao Parquet, no último dia 8, e limpou o nome de Dr. Julinho da lista de gestores com contas julgadas irregulares, usada pela Justiça Eleitoral para análise de inelegibilidade de candidatos. Também contraria jurisprudência do STJ (Superior Tribunal de Justiça), que em decisão recente negou recurso ao ex-gestor sobre o mesmo processo.

“Data maxima venia, tal decisão TERATOLÓGICA afigura-se NULA de pleno direito, sendo consequentemente nulos os efeitos dela advindos”, diz trecho da manifestação do MP de Contas. O documento, obtido pelo ATUAL7, é assinado por todos os quatro procuradores do órgão, que atuam de forma independente.

Com a decisão de Washington Oliveira, Dr. Julinho tenta se livrar de multa de R$ 100 mil a ser paga aos cofres públicos e firmar seu nome na disputa pela prefeitura de São José de Ribamar nas eleições municipais de 2020.

A manobra, contudo, deve ser barrada pelos demais integrantes do TCE-MA, que se reúnem em sessão nesta quarta 14. Além do recurso ser intempestivo, o conselheiro relator não tem autoridade para atropelar decisões do plenário do Tribunal de Contas.

Compartilhar

TRE proíbe Duarte de usar o nome “Duarte do Procon”

Por Clodoaldo Corrêa.

O mesmo juiz do TRE que deu decisão favorável a Duarte Júnior sobre o uso da imagem do governador Flávio Dino proferiu uma decisão que abala muito a campanha do candidato. Duarte não pode mais usar em campanha o nome “Duarte do Procon” ou “Duarte do Viva”.

O juiz Bruno Duailibe Pinheiro proibiu o uso porque essas expressões exploram indevidamente as imagens de órgão de governo, “criando-se uma relação de pertencimento ao candidato, que deve separar sempre a coisa pública da coisa privada”.

Para o magistrado, “o estado democrático de direito não permite, uma vez que o princípio estruturante da igualdade de oportunidades nas competições eleitorais, impulsionado pelo jurista espanhol Óscar Sánchez Muñoz, estaria frontalmente violado”.

A pena pelo descumprimento pode acarretar a aplicação de multa diária no valor de R$ 40 mil.

Este blog foi o primeiro que se atentou à ilegalidade do uso de nome de órgão público pelo candidato Duarte ainda no mês de agosto. Desde 2014, o Tribunal Superior Eleitoral firmou posição proibindo que candidatos adotem nomes de órgãos públicos ou autarquias em suas identificações eleitorais.  Ao contrário da tese de Duarte de que a proibição seria apenas para o nome na urna, o espírito da lei é justamente evitar a Associação do nome ao órgão público em toda a campanha, para não levar o eleitor ao erro e misturar o público com o privado.

Compartilhar

Matias Marinho faz visita a eleitores

O candidato afirma: ´´A luta continua! Não adianta criar factóides. A força que tenho vem de Deus e o que me move é a verdade. E por onde tenho passado tenho conseguido seguidores da verdade. Talvez muita gente não entenda como isso acontece, mas vai entender no dia 15 de Novembro. Da Maiobinha ao J. Câmara, do Sítio do Apicum ao Bom Jardim, é isso que tem acontecido diariamente. Boa terça-feira a todos.´´

Compartilhar

Em grande ato, Matias Marinho lança candidatura a vereador de Ribamar

Por Gilberto Leda.

O candidato a vereador de São José de Ribamar, Matias Marinho (PP), teve a sua candidatura lançada em um grande evento prestigiado não só por muitos moradores, mas também pelas maiores lideranças de seu grupo político: o atual prefeito e candidato à reeleição Eudes Sampaio e o ex-prefeito Luís Fernando Silva.

Matias falou de suas propostas para a cidade e agradeceu a presença de todos que reforçaram sua candidatura, com representantes de muitos bairros de Ribamar que estão acreditando na sua proposta.

O candidato agradeceu o apoio de Luís Fernando e Eudes à candidatura. “Todos nós estamos aqui por causa de Luís Fernando Silva, que apostou em Eudes Sampaio, que mostrou competência e trabalho. Chegou a hora de Eudes e ele mostrou que é honesto e trabalhador como Luís Fernando”.

O ex-prefeito Luís Fernando lembrou do boicote que sofreu ao tentar aprovar financiamento para levar asfalto para São José de Ribamar e o grupo liderado pelo presidente da Câmara, hoje candidato a prefeito, o boicotou. “Esses vereadores que não aprovaram não querem o bem da cidade. Aqui tem um que quer. Matias Marinho. Eu conheço Matias há mais de 15 anos e sei da sua seriedade e vontade de trabalhar pelo melhor para Ribamar. Aqui estamos lançando uma alternativa que é uma das melhores para a cidade e eu assino embaixo”.

O prefeito Eudes Sampaio lembrou que, apesar de ainda existirem oito vereadores comprometidos com a cidade, é preciso renovar o outro lado. “Temos que renovar a banda podre da Câmara pra ser preenchida que pensem no povo, na administração da cidade. Temos bons candidatos na nossa coligação. E o Matias é capaz de olhar para nossa cidade. Ele eu conheço. É alguém que vai bater na minha porta e cobrar. Quem me ajuda é quem me cobra. Em nenhum momento o Matias vai ser chato, ele vai ser diligente cobrando para o povo”.

Compartilhar

Madeira desiste da candidatura a prefeito de São Luís

Por Neto Ferreira.

O candidato do Solidariedade, ex-juiz federal Carlos Madeira, anunciou que não irá mais concorrer nas eleições para prefeito de São Luís.

A declaração foi publicada por meio de uma cartão divulgada na manhã desta quarta-feira (7) pelo próprio Madeira.

O agora ex-candidato afirma que o motivo que levou à desistência foram a falta de condições físicas para dar continuidade à intensa agenda de compromissos.

O ex-magistrado foi acometido pela Covid-19 no início da pré-campanha e ficou por duas semanas em isolamento social se recuperando.

A doença deixou em Madeira várias sequelas, como a fadiga e falta de ar, o que vinha o impedindo de honrar os seus compromissos de campanha.

Leia a carta abaixo:

“A convite de amigos, e por sugestão de pessoas simples, representantes da periferia e da zona rural, decidi aceitar o desafio de concorrer à Prefeitura de São Luís nas eleições de 2020. Trouxe comigo as minhas origens, a história de vida, a minha biografia e o desejo de trabalhar ainda mais pela nossa cidade.

Os caminhos que percorri nesses meses de pré-campanha e os primeiros dias de candidatura oficializada não foram fáceis, porque, ao lado de um time de pessoas sérias, éticas, combativas e independentes, compreendi que a luta só valeria a pena se todos abraçassem um projeto de mudança efetiva para São Luís, com uma arrojada pauta de justiça social para todas as áreas da administração municipal.

A pré-campanha foi interrompida ainda no início, por quase três meses, com as restrições decorrentes da pandemia. E no meio do caminho, antes mesmo da nossa convenção partidária, fui alcançado pela Covid-19.

Fiquei por duas semanas em isolamento, cumprindo a quarentena até receber a confirmação de que a carga viral estava zerada. Perdi cerca de oito quilos em 12 dias de hospital. Mesmo frágil físicamente, tomei a decisão de retomar os compromissos de campanha em respeito ao povo, ao partido Solidariedade e à nossa militância.

Não sabia que o pior ainda estava por vir. Dia após dia a fadiga foi me consumindo e comprometendo a minha fala e o meu raciocínio. Só depois fui informado pelo médico que acompanha o meu caso, Dr. Serafim Gomes de Sá, de que a minha dificuldade respiratória era apenas mais uma das muitas consequências possíveis do coronavírus, aquilo que a ciência está chamando agora de Síndrome pós-Covid.

Quem conhece a minha história sabe que jamais me esquivei de responsabilidades. Mas, aconselhado pela minha esposa, pelos meus filhos e por médicos que acompanham o meu caso clínico, e em nome da minha saúde, tive que tomar uma das decisões mais difíceis da minha vida: abrir mão de um projeto que hoje reputo coletivo, porque não é mais do Madeira, mas de tantas e tantas pessoas espalhadas pelos bairros e pela zona rural dessa cidade que tanto amo.

Informo, portanto, que hoje retiro a minha candidatura a prefeito de São Luís, por não ter condições físicas de dar continuidade à intensa agenda de compromissos que eu, antes de qualquer outro candidato, fiz questão de não apenas assumir, mas de registrar publicamente em cartório.

Chego até aqui sem qualquer decepção ou mágoa, mas com muita gratidão aos meus familiares e tantos amigos. Agradeço o apoio de todos que trabalharam comigo até agora – equipe de coordenação, militância e candidatos a vereador. Agradeço a compreensão dos nossos eleitores, sobretudo. Agradeço ao Capitão Jeremias, meu companheiro de chapa, pela caminhada leal e destemida.

Agradeço ao meu partido, o Solidariedade, pela acolhida e pelas trincheiras de luta que conseguimos erguer, juntos, em tão pouco tempo. Continuarei na política, como presidente do diretório municipal de São Luís, e no momento oportuno reiniciarei minha jornada partidária na busca permanente por dias melhores para o nosso povo. Porque, como Martin Luther King, continuo acreditando que “pior que o grito dos maus é o silêncio dos bons”.

Como aprendizado, levo para a vida a lição de que, para recuar de uma batalha, é preciso antes de tudo ter humildade e sabedoria para reconhecer os riscos. Faço opção por cuidar da minha saúde. E, se puder oferecer apenas um conselho, direi a todos: cuidem-se! O vírus ainda está no nosso meio e as sequelas da Covid-19 são imprevisíveis. Que Deus nos proteja!”

São Luís, 7 de outubro de 2020.

José Carlos do Vale MADEIRA

Compartilhar

Deputado Zé Inácio realiza agenda com Vice Governador e candidato a prefeito do município de Bequimão

Hoje (06), acompanhado do prefeito de Bequimão, Zé Martins e do candidato a prefeito, João Martins, tive uma importante conversa com o vice governador, Carlos Brandão, que reforçou seu apoio a candidatura de João Martins para prefeito de Bequimão.
João tem uma exemplar carreira na administração pública e é a melhor opção para continuar levando Bequimão no caminho do crescimento e desenvolvimento.7 h

Compartilhar

Ivaldo Rodrigues luta por espaço no aeroporto e em supermercados para motoristas de aplicativos

Por Maldine Vieira.

O vereador Ivaldo Rodrigues (PDT) esteve durante essa semana realizando uma série de reuniões com os representantes da Associação de Motoristas de Aplicativos do Maranhão, com o objetivo de criar e regulamentar espaços de embarque e desembarque para veículos que fazem viagens pagas por meio de aplicativos digitais.

Essa iniciativa do parlamentar visa tanto melhorias para a categoria prestadora desses serviços, como segurança, maior desempenho, e garantia de organização e fluidez do tráfego de veículos no interior e nos arredores de seus estabelecimentos, gerando ainda conforto para os clientes

A classe de motoristas por aplicativos reivindica a lei 6.481/2019, que regulamenta o transporte por aplicativos na cidade de São Luis, a qual se encontra com entraves e questões delicadas de interesse tanto dos motorista quando dos usuários.

Ivaldo esteve com os líderes da classe na Superintendencia da Infraero, dialogando com Marcelo Frazão Angelim, e na Secretaria Municipal de Trânsito e Transportes, com Israel Pethros, mostrando sua influência e mobilização para auxiliar as mais diversas categorias

Compartilhar