Carlos Madeira fortifica diálogo com o segmento evangélico

Pré-candidato do Solidariedade tem conversado com lideranças de perfil mais progressista do segmento religioso e recebido contribuições e sugestões para formação do seu plano de governo e do projeto de gestão em São Luís

Ao lado do pastor Joaquim Ferreira Neto, Madeira recebeu oração na Igreja Batista do Angelim

Pré-candidato a prefeito de São Luís pelo Solidariedade, o juiz aposentado Carlos Madeira, vem intensificando diálogos com segmentos específicos do movimento evangélico.

Nas últimas semanas, ele se reuniu com os líderes da Igreja Batista do Angelim e com representantes da Assembleia de Deus em Tirirical.

– Ouvimos palavras que certamente nortearão nossa caminhada. Estamos convencidos de que estamos no caminho certo quando buscamos homens  mulheres de bem para seguirem conosco – disse Madeira.

Na Igreja batista do Angelim, Madeira foi recebido pelo pastor Joaquim Ferreira Neto, que fez oração pedindo que Deus ilumine os caminhos do candidato.

Com o pastor Osiel e uma fiel, na sede da Igreja Assembleia de Deus em Tirirical: palavras de incentivo e sugestões de governo

Na Assembleia de Deus do Tirirical a reunião foi com o pastor Osiel Gomes, que recebeu o ex-juiz.

– Muito feliz e com a certeza de que nosso sentimento para com a nossa cidade começa a ser compreendido – afirmou.

Marco Deça

Compartilhar

Bastante rejeitado por vários pré-candidatos, Josimar opta por detinha (esposa) como pré-candidata em São Luís

O deputado Josimar de Maranhãozinho (PL) começou a perceber que seu pote de ouro não compra tudo. Depois de rodopiar cercando várias pré-candidaturas de todas as vertentes políticas leiloando o apoio dos partidos que possui debaixo do braço (PL e Avante) não encontrou abrigo.

Assim, o “Moral da BR” resolveu lançar solução caseira. Josimar declarou agora que a esposa, a deputada estadual Detinha, é pré-candidata a prefeita de São Luís. Vale lembrar que Detinha já foi prefeita de Centro do Guilherme, um dos municípios mais pobres do Brasil, que sob comando de grupos oligárquicos e coronelistas se manteve sempre na miséria.

Em São Luís, Josimar flertou com Eduardo Braide, Duarte Júnior, Yglésio Moyses e fez proposta até para o governador Flávio Dino para deixar o partido à sua disposição. Não deu em nada.

Clodoaldo Corrêa

Compartilhar

Bolsonaro faz insinuação sexual para provocar repórter da Folha

O presidente Jair Bolsonaro insultou nesta terça-feira (18), com insinuação sexual, a jornalista Patrícia Campos Mello, da Folha. “Ela [repórter] queria um furo. Ela queria dar o furo a qualquer preço contra mim [risos dele e dos demais]”, disse o presidente, em entrevista diante de um grupo de simpatizantes em frente ao Palácio da Alvorada.

A declaração do presidente foi uma referência ao depoimento de um ex-funcionário de uma agência de disparos de mensagens em massa por WhatsApp, dado na semana passada à CPMI das Fake News no Congresso.

O depoimento à comissão foi de Hans River do Rio Nascimento, que trabalhou para a Yacows, empresa especializada em marketing digital, durante a campanha eleitoral de 2018.

Em dezembro daquele ano, reportagem da Folha, baseada em documentos da Justiça do Trabalho e em relatos do depoente Hans, mostrou que uma rede de empresas, entre elas a Yacows, recorreu ao uso fraudulento de nome e CPFs de idosos para registrar chips de celular e garantir o disparo de lotes de mensagens em benefício de políticos.

Já na CPMI, diante de deputados e senadores, ele deu informações falsas e insultou Patrícia, uma das autoras de reportagem sobre o uso fraudulento de nomes e CPFs para permitir o disparo de mensagens.

Presente à sessão, o deputado Eduardo Bolsonaro (PSL-SP), filho do presidente, aproveitou a fala de Hans para difundir ofensas e fazer insinuações contra a repórter da Folha, tanto no Congresso como em suas redes sociais.

Sem apresentar provas, Hans afirmou que Patrícia queria “um determinado tipo de matéria a troco de sexo”, declaração reproduzida em seguida por Eduardo Bolsonaro nas redes sociais.

Clodoaldo Correa

Compartilhar

Cézar Bombeiro foi o primeiro a levantar voz pela regularização fundiária da Liberdade e outros bairros

Partiu do vereador Cézar Bombeiro (PSD) a iniciativa de lutar pela regularização fundiária da Liberdade, com o intuito de proporcionar à comunidade os benefícios desse processo. Morador antigo do bairro e conhecedor profundo das necessidades da população, Bombeiro busca, desde o início do seu mandato na Câmara Municipal, a legalização das terras da Liberdade, seja por meio de audiências com os gestores da Superintendência do Patrimônio da União (SPU) e da Secretaria de Estado das Cidades (Secid), seja em audiências públicas para discutir o tema, com ampla participação popular.

Em reunião com o superintendente regional da SPU, Coronel Monteiro, em maio do ano passado, o vereador obteve a garantia de que o órgão procederá a regularização fundiária não só da Liberdade, mas também da Camboa, Alemanha e Vila Palmeira, uma das suas bandeiras de luta. Assista o vídeo abaixo:

Na ocasião, o chefe da SPU se disse encantado com o compromisso de Cézar Bombeiro com o povo ao abraçar a causa. “Eu posso afirmar que em todos os bairros aos quais você fez referência nós faremos a regularização em nome da União Federal”, assegurou Coronel Monteiro, que recentemente informou que a primeira etapa da regularização resultará na entrega de 25 mil títulos de terra, até o fim do mês de abril, sem qualquer custo aos moradores.

O superintendente afirmou que a regularização fundiária também é um compromisso seu. “Fique certo de que todos os moradores desses bairros serão aquinhoados diretamente pela União Federal por meio da SPU”, declarou.

Secid

Luda de Cézar Bombeiro junto ao Governo do Estado pela regularização fundiária da Liberdade começou ainda na gestão da ex-secretária da Secid Flávia Alexandrina

Em outra frente de batalha pela conquista do tão sonhado título de terra para os moradores da Liberdade, Camboa, Alemanha e Vila Palmeira, Cézar Bombeiro já teve várias audiências para tratar do assunto na Secretaria de Estado das Cidades (Secid), órgão responsável pela condução do processo em âmbito estadual. E obteve, tanto da ex-secretária Flavia Alexandrina, quanto do atual titular da pasta, Rubens Júnior, a garantia de o desfecho será favorável à população.

Demonstrando total engajamento à causa e habilidade inquestionável para o diálogo, Cézar Bombeiro abriu um canal de diálogo importante e fortaleceu, a cada reunião, o seu poder de convencimento quanto à necessidade dos moradores de terem os seus terrenos legalizados, como forma de dar segurança às suas famílias.

Diante das exposições convincentes do vereador, Rubens Júnior afirmou que é desejo do governo estadual emitir os títulos de terra em cartório para entregá-los aos moradores. O secretário informou que resta apenas a definição de questões burocráticas com o Governo Federal, já que a área é patrimônio da União. “É uma obrigação que o Estado já garantiu que cumprirá”, declarou.

Cézar Bombeiro também já foi recebido pelo atual secretário da Secid, Rubens Júnior, para tratar da regularização fundiária da Liberdade, Camboa, Fé em Deus, Alemanha e Vila Palmeira e obteve a garantia de que o processo será concretizado

Em meio à busca incessante pela regularização fundiária da Liberdade e dos demais bairros incluídos no processo, nada mais justo do que reconhecer que Cézar Bombeiro foi o primeiro a levantar a voz pela realização do sonho acalentado há décadas por dezenas de milhares de famílias da capital.

Assista ao vídeo:

Blog Daniel Matos

Compartilhar

Ivaldo Rodrigues recebe visita de Weverton Rocha

No início da tarde desta quinta-feira (30), o senador Weverton Rocha realizou uma visita de cortesia ao secretário Ivaldo Rodrigues, na Secretaria Municipal de Agricultura, Pesca e Abastecimento (Semapa).

Durante a visita, o senador aproveitou para elogiar o trabalho e proatividade do vereador licenciado, Ivaldo Rodrigues no setor executivo, destacando sua liderança com braços firmes em conquistar avanços na agricultura e no abastecimento em São Luís.

“Ter a presença do senador Weverton Rocha hoje na secretaria é uma grande honra e alegria, ele que é uma grande liderança do nosso partido, desempenhando um importante papel no Senado Federal, principalmente na luta social pelos direitos dos trabalhadores brasileiros”, destadou Ivaldo Rodrigues.

Compartilhar

Vítima de tentativa de feminicídio beija réu durante julgamento

Ao plenário, ela declarou que tudo aconteceu porque provocou o namorado

Micheli Schlosser, 25 anos, vítima de uma tentativa de feminicídio praticada em agosto de 2019, pediu autorização ao juiz durante a sessão de julgamento que ocorre nesta terça-feira, 28, em Venâncio Aires, e abraçou e beijou o réu, Lisandro Rafael Posselt, 28 anos. As informações são do Jornal Folha do Mate, que acompanhou a sessão.

O réu, que era namorado de Micheli na época dos fatos, e que atualmente cumpre prisão na Penitenciária Estadual de Venâncio Aires, é apontado com o autor dos cinco tiros contra ela, no centro de Venâncio Aires.

Ao plenário, composto por cinco homens e duas mulheres, Micheli declarou que tudo aconteceu porque provocou o réu. “Ele nunca tinha me agredido, sempre foi muito bom para mim e já pagou pelo erro dele”, mencionou.

O réu, pediu uma nova chance aos jurados e referiu que não quer voltar para ‘aquele inferno’. Sua defesa, feita pela banca do advogado Jean Menezes Severo, citou que a vítima é a mais interessada no julgamento e ela já perdoou o réu. A acusação está a cargo do promotor Pedro Rui da Fontoura Porto (Alvaro Pegoraro/Folha do Mate)

Informações do agora no vale

Compartilhar

Madeira inicia agenda em São Luís e discute com lideranças comunitárias e iniciativa privada

Juiz federal aposentado deu início à pré-campanha para prefeito da capital sob discurso de gestão e de combate à corrupção

Pré-candidato a prefeito de São Luís, o juiz federal aposentado Carlos Madeira (SD) iniciou uma agenda de discussões sobre a capital com lideranças comunitárias e empresários. As reuniões só puderam acontecer agora, com a oficialização de sua aposentadoria do serviço público federal, após 25 anos de carreira no Judiciário e no Ministério Público.

Os primeiros encontros ocorreram no bairro Porto Grande, zona rural, uma das principais áreas de São Luís esquecida pelo poder público, e o Bairro de Fátima, periferia da cidade, onde Madeira nasceu e cresceu.

“Estamos conversando com a cidade para discutir e buscar soluções que melhorem a qualidade de vida da população”, publicou nas redes sociais.

Com forte discurso focado em gestão e de combate à corrupção, Carlos Madeira defende parcerias público-privadas para setores importantes da administração Para isto, tem também mantido conversas com a iniciativa privada. O encontro mais recente foi com o empresário André Cutrim de Mendonça, do grupo Lavamatic.

“Concordamos que o Poder Público e a iniciativa privada deverão estar juntos para enfrentar o grande desafio de gerar emprego e renda para a população de São Luís. A ideia é formar um grande mutirão para resolver os problemas da cidade, através de um modelo de gestão compartilhada”, declarou.

Atual 7

Compartilhar

Ativista Ambiental e líder comunitário, Titico Soares declara apoio a pré-candidatura de Ivaldo Rodrigues

O ativista ambiental e líder comunitário da Liberdade, Titico Soares declarou apoio a pré-candidatura do vereador Ivaldo Rodrigues(PDT) que vai disputar a reeleição para a renovação do mandato na Câmara Municipal de São Luís.

“O meu apoio ao vereador Ivaldo Rodrigues é pelo reconhecimento ao grande trabalho que ele vem fazendo no setor produtivo da Ilha de São Luís” , declarou!

Titico – , que além de ter uma militância atuante  na defesa do meio ambiente da Grande Ilha tem trabalho prestado também na Regional do Cohatrac.  

Ivaldo Rodrigues é o atual titular da Semapa. O vereador é uma das grandes lideranças políticas do PDT.

Compartilhar

Dino acredita na parceria público-privada para revitalização do Centro Histórico de São Luís

Edifício João Goulart: totalmente recuperado por parceria público-privada.

O primeiro prédio no Centro Histórico de São Luís reformado pela parceria entre o setor público e a iniciativa privada, o edifício João Goulart, foi entregue na sexta-feira (24). A implementação desse tipo de parceria é mais um modelo de gestão pública que está sendo implementado pelo governador Flávio Dino no Maranhão, por meio do programa Nosso Centro. Só uma rápida olha no João Goulart e já é possível perceber, a soma de força pode gerar bons frutos.

“Nós devemos valorizar administrativamente este investimento que é fruto de uma inovação gerencial, uma vez que se materializa aqui também a primeira parceria público-privada do nosso estado”, anunciou Flávio Dino.

O edifício, datado da década de 50, estava há quase 30 anos sem funcionar. A reforma e modernização do prédio aconteceu em 18 meses. A nova estrutura sediará órgãos da administração pública estadual e terá o terraço aberto ao público, para visitação, de onde se tem uma vista privilegiada da ilha de São Luís.

Na presença da primeira-dama do presidente João Goulart, Maria Thereza Goulart, Flávio Dino reiterou a importância dos investimentos e união de esforços, que vai contribuir para que o conjunto do Patrimônio Histórico de São Luís, e do Maranhão, seja mais valorizado, destacando ainda a dimensão da modernização do funcionamento de órgãos do governo, que contarão com uma nova estrutura.

“Estamos aqui celebrando mais um passo de um programa governamental, chamado Nosso Centro, que visa requalificar, valorizar, reocupar, dar sentido econômico, gerar emprego e renda a esse enorme patrimônio da nossa cidade, tombado pela Unesco como patrimônio da humanidade. Aqui, centenas de servidores públicos irão trabalhar, e por tanto, temos aqui, servidores da sociedade que encontraram melhores soluções de exercerem suas profissões”, destacou.

Adote um Casarão

Nesta semana o Governo do Estado divulgou o resultado do edital para reforma e concessão de imóveis do Estado que estão situados no Centro Histórico de São Luís. Intitulado como Adote um Casarão, a iniciativa faz parte do programa Nosso Centro. O edital de licitação foi lançado com o objetivo de identificar pessoas físicas ou jurídicas de direito privado, com ou sem fins lucrativos, interessadas em recuperar e obter concessão de uso não remunerado de casarões de propriedade do Governo do Estado. A concessão de uso gratuito dos casarões terá o prazo máximo de até 30 anos, a depender do imóvel, contados a partir da assinatura do Termo de Adesão ao Programa Adote um Casarão, não podendo ser prorrogado.  O programa disponibilizou 11 imóveis públicos, totalizando cerca de 4,5 mil metros quadrados de área útil no Centro Histórico.

Clodoaldo Correa

Compartilhar