1.200 professores certificados em Educação Especial

Secretário Geraldo Castro Sobrinho parabeniza professores certificados para atuar na Educação EspecialSecretário Geraldo Castro Sobrinho parabeniza professores certificados para atuar na Educação Especial
A Prefeitura de São Luís, por meio da Secretaria Municipal de Educação (Semed), já contabiliza 1.286 educadores da rede municipal certificados nos cursos de Libras, Braille, Soroban e Educação Especial em Contexto desde o início da atual gestão. A marca foi alcançada esta semana, com a solenidade de conclusão de curso de 323 educadores. O evento aconteceu no auditório da Procuradoria Geral de Justiça (PGJ).
Presente ao evento, o secretário municipal de Educação, Geraldo Castro Sobrinho, reforçou que a qualificação é parte de um compromisso assumido pelo prefeito Edivaldo. “Os cursos da área de Educação Especial já estão incorporados à rede escolar municipal, valorizando a formação dos educadores e garantindo a inclusão dos estudantes com deficiência. Estamos muito felizes por ver que o esforço da Prefeitura de São Luís em fortalecer a inclusão e ampliar as oportunidades de formação dos educadores é recompensado pela dedicação de cada um de vocês”, disse o secretário de educação.
O calendário de cursos para a área da Educação Especial será ampliado a partir de 2016. Conforme determinado pelo prefeito Edivaldo, serão oferecidos os cursos de extensão nas modalidades “Autismo” e “Altas Habilidades”. Os cursos foram viabilizados através de parceria com o Núcleo de Tecnologias para a Educação da Universidade Estadual do Maranhão (Uemanet). Também será oferecido no primeiro e segundo semestres de 2016 o curso de Libras nas modalidades Intermediário e Avançado, respectivamente.
Cursos
Geraldo entrega certificado a professor qualificado em cursoGeraldo Castro Sobrinho entrega certificado a professor qualificado em curso
Os cursos têm o objetivo de preparar os educadores para lidar com os estudantes com deficiência em sala de aula e se integram a outras iniciativas já concretizadas na atual gestão para a área da Educação Especial, como a implantação de 39 novas salas de recurso e o desenvolvimento do projeto “Portas Abertas para a Inclusão” – fruto de uma parceria com o Fundo das Nações Unidas para a Infância (Unicef) e o Instituto Rodrigo Mendes, o projeto usa as aulas de Educação Física para promover a integração entre estudantes com e sem deficiência.
A titular da 2ª Promotoria Especializada na Defesa da Educação, Maria Luciane Lisboa Belo, também esteve presente ao evento e parabenizou os professores pela conquista. “Além da realização pessoal de concluir estes cursos, está o dever de oferecer para a educação pública um ensino de mais qualidade. Vocês estão de parabéns por concluírem mais essa etapa com sucesso. Acredito que as novas habilidades e conhecimentos adquiridos resultarão em mais maturidade profissional e em um trabalho de excelência na área da Educação Inclusiva”, afirmou a promotora.
Marilene Magalhães, professora da Unidade de Educação Básica (U.E.B.) Haydee Chaves, na Vila Esperança, disse que o curso de Educação Especial em Contexto contribuiu muito para a atualização da sua prática pedagógica e que representou também um instrumento de convivência com as pessoas com deficiência que ultrapassou o ambiente escolar. “Há uma necessidade cada vez maior de estarmos preparados para atender as pessoas com deficiência, que não estão só na escola, mas nos supermercados, bancos e outros lugares por onde andamos. Por isso parabenizo o empenho e dedicação de todos pelos cursos oferecidos. Hoje, como professores da rede municipal, estamos mais e melhor preparados para atender a nossos alunos”, disse a professora.
Compartilhar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *