Preço médio da gasolina recua após subir por duas semanas seguidas, diz ANP

Na mesma semana, Petrobras reduziu o preço nas refinarias; já o valor do diesel nas bombas subiu.
 O preço médio da gasolina terminou a semana em queda, após duas altas consecutivas, segundo dados divulgados nesta sexta-feira (11) pela Agência Nacional de Petróleo (ANP). Segundo o levantamento, a queda na semana foi de 0,13%, de R$ 3,763 para R$ 3,758 por litro.

Etanol e diesel

Enquanto o preço da gasolina caiu, o do diesel subiu na semana para o consumidor final. Segundo a ANP, o aumento do preço médio nas bombas foi de 0,45%, de R$ 3,084 para R$ 3,098 por litro. A alta reflete o aumento do preço do diesel nas refinarias nesta semana, após reajuste de 0,17%.

Já o preço do etanol caiu de R$ 2,608 por litro para R$ 2,594, em média. O valor representa queda de 0,53%.

Funcionario faz troca de valores de combustivel na zona oeste de São Paulo (Foto: Marcelo D. Sants/FramePhoto/Estadão Conteúdo)

Compartilhar

Sergio Zveiter pede desfiliação do PMDB

Deputado apresentou à Câmara, em julho, parecer a favor do prosseguimento da denúncia contra Temer. PMDB suspendeu funções partidárias de parlamentares contrários ao presidente.
 Imagem mostra o deputado Sergio Zveiter (PMDB-RJ), durante a leitura do relatório no qual ele recomendou o prosseguimento da denúncia contra o presidente Temer (Foto: Alex Ferreira/Câmara dos Deputados)

O deputado federal Sergio Zveiter (PMDB-RJ) pediu nesta sexta-feira (11) desfiliação do PMDB. O pedido foi entregue ao diretório do partido no Rio de Janeiro.

Em julho, Zveiter apresentou à Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) da Câmara parecer favorável ao prosseguimento da denúncia da Procuradoria Geral da República contra o presidente Michel Temer.

O pedido de desfiliação do deputado ocorre um dia após o PMDB anunciar a suspensão das funções partidárias dos parlamentares que se posicionaram contra Temer na análise da denúncia, entre os quais Zveiter. Com a decisão, seis deputados serão retirados de comissões em que representam o partido.

“Após a divulgação do parecer de minha relatoria, passei a sofrer ameaças de represálias e ameaças de expulsão oriundas da direção do partido e de outros membros do PMDB que atuaram em prol do arquivamento sumário das denúncias”, afirma o deputado no pedido de desfiliação.

Zveiter está no segundo mandato de deputado federal. Quando foi reeleito para a atual legislatura, era filiado do PSD e, em março de 2016, se transferiu para o PMDB.

Segundo o colunista do G1 e da GloboNews, Zveiter tem recebido convites para se filiar a outros partidos, entre os quais PDT. Segundo a assessoria do parlamentar, porém, ainda não há definição sobre o novo partido de Sergio Zveiter.

‘Autoritarismo’

Antes de a denúncia ser analisada pela Câmara, fechou questão para barrar a peça da PGR, ou seja, poderia punir quem votasse diferentemente dessa orientação. Zveiter criticou a decisão ao pedir a desfiliação, argumentando que a imposição não poderia ser feita quando o que está sob análise é uma matéria criminal.

“Causa maior espanto o autoritarismo com que esse posicionamento foi adotado, em postura abusiva, como se a Câmara e seus deputados estivessem subjugados aos interesses de outro poder”, afirmou.

Na carta, o deputado usou, ainda, uma previsão da lei para sair do partido sem perder o mandato. “Resta evidente discriminação pessoal e perseguição política praticada pela direção nacional do PMDB.”

O deputado conclui a carta afirmando que, para barrar a denúncia, foram oferecidos a deputados cargos e emendas parlamentares. “Aos que se recusaram a manter seus votos votando de acordo com sua consciência, o caminho foram as intimidações e constrangimentos.”

Mais cedo, nesta sexta, o presidente do PMDB de Alagoas, senador Renan Calheiros, criticou, a decisão do partido de suspender os deputados que votaram contra Temer.

“Suspender deputado porque não colocou o presidente acima da Constituição é antidemocrático. Ninguém está imune à investigação, seja procurador-geral da República, seja presidente ou senador. E quem abusar tem que ser penalizado pelo que fez, na forma da lei”, declarou o ex-presidente do Senado.

Parecer sobre a denúncia

O parecer apresentado por Zveiter à CCJ foi rejeitado pela maioria da comissão, por 40 votos a 25. No lugar, a comissão aprovou, por 41 votos a 24, o relatório de Paulo Abi-Ackel (PSDB-MG), que recomendava ao plenário da Câmara a rejeição da denúncia contra Temer.

Desde que apresentou o parecer à CCJ, em 13 de julho, Zveiter passou a ser criticado por diversos colegas de partido. O vice-líder do PMDB, Carlos Marun (PMDB), por exemplo, defendia que o deputado deixasse a legenda para evitar o constrangimento de ser expulso.

Este segundo relatório foi aprovado pelo plenário por 263 votos a 227 e, com isso, a denúncia da PGR não será analisada pelo Supremo Tribunal Federal e ficará parada até 31 de dezembro de 2018, quando termina o mandato de Temer.

Compartilhar

Prefeitura entrega máquinas agrícolas e mudas de juçara precoce a agricultores da zona rural

Prefeitura entrega máquinas agrícolas e mudas de juçara precoce a agricultores da zona ruralA iniciativa tem parceria do Governo do Estado integra a política de desenvolvimento da agricultura familiar visando ao crescimento da produção local, a geração de renda no campo e a melhoria da qualidade de vida dos agricultores.

O prefeito Edivaldo entregou, nesta quinta-feira (10), dois tratores, cinco mil mudas de uma nova variedade de juçara e biofertilizantes para o polo agrícola de Anajatíua, na zona rural da Ilha. O ato, no Centro de Produção de Mudas de Anajatíua, no Quebra Pote, integra a política de desenvolvimento da agricultura familiar executada pela Prefeitura de São Luís, em parceria com o Governo do Estado, visando ao crescimento da produção local, a geração de renda no campo e a melhoria da qualidade de vida dos agricultores.
“Estamos investindo fortemente na agricultura familiar do município, com diversas ações em desenvolvimento visando fortalecer cada vez mais a nossa política de desenvolvimento agrícola e crescimento econômico da capital. Para que isso aconteça, é necessário investir em tecnologia para aumentar a produtividade e tornar a vida do trabalhador menos penosa. E é isso o que temos feito. Entregamos hoje tratores novos para serem utilizados pelos agricultores desse polo agrícola e mudas de uma nova variedade de juçara desenvolvida com muita tecnologia para garantir mais produtividade e colheita mais rápida”, afirmou o prefeito Edivaldo.
Ainda conforme Edivaldo, são iniciativas que fortalecem outras ações executadas pela Prefeitura de São Luís, na zona rural, a exemplo do Programa de Aquisição de Alimentos (PAA), por meio do qual já foram distribuídas 124 toneladas de alimentos, comprados diretamente dos agricultores locais, garantindo a geração de emprego, mais renda e melhor qualidade de vida no campo. O prefeito citou ainda a Feirinha São Luís, novo espaço criado pela Prefeitura para oportunizar a venda dos produtos agrícolas cultivados nos polos da Ilha, entre outras ações.
A Prefeitura de São Luís tem investido em políticas públicas para a zona rural da capital e somente esta semana, o prefeito Edivaldo entregou escolas nas comunidades de Quebra Pote (Unidade de Educação Infantil Meus Amiguinhos); no Coqueiro (Unidade de Educação Básica Hortência Pinho) e em Itapera (Unidade de Educação Básica São José de Itapera).
MUDAS
Em ato simbólico, o prefeito Edivaldo, o vice-prefeito Julio Pinheiro e o secretário municipal de Agricultura, Pesca e Abastecimento (Semapa), Ivaldo Rodrigues, entregaram mudas a alguns agricultores representantes dos polos agrícolas beneficiados pelo projeto. Participaram ainda do ato de entrega o subsecretário estadual de Agricultura, Edjailson Sousa; os vereadores Pavão Filho, Joãozinho Freitas, Nato Júnior, Paulo Victor e Antônio Garcês; os secretários municipais Fatima Ribeiro (Segurança Alimentar), Júlio César (Desenvolvimento Metropolitano), o representante da Universidade Estadual do Maranhão, Raimundo Rocha; o diretor de Políticas Agrárias do Sindicato dos Trabalha Rurais de São Luís, Cleoson Alves, entre outras autoridades e lideranças comunitárias locais.
“Uma agricultura familiar forte é imprescindível no processo de desenvolvimento de qualquer cidade. Na nossa gestão, a zona rural e o setor agrícola têm recebido a atenção que necessita e merece. São muitas as ações positivas já executadas com esse propósito. Somente esta semana, já estivemos três vezes na zona rural, onde entregamos escolas reformadas e, agora, realizamos a distribuição de materiais e insumos agrícolas importantes para o desenvolvimento da agricultura familiar local”, observou o vice-prefeito Julio Pinheiro.
O titular da Semapa, Ivaldo Rodrigues, informou que a ação vai beneficiar diretamente 300 agricultores e cerca de mil famílias. Segundo ele, as mudas de juçara precoce distribuídas foram desenvolvidas com tecnologia denominada BRS-Pará, elaborada pela Embrapa. A planta frutifica com cerca de dois anos (a variedade tradicional dá frutos com aproximadamente seis anos) e possui porte bem menor que a palmeira tradicional, facilitando o manejo e a colheita do produto.
“Com planejamento e seriedade, estamos avançando de forma significativa no setor agrícola em nosso município. O prefeito Edivaldo tem dado assistência especial à zona rural da capital, implementando diversas ações que confluem para beneficiar tanto o agricultor quanto o desenvolvimento da agricultura familiar local. Já distribuímos toneladas de sementes de diversas espécies, mudas de qualidade, criamos novos espaços para a venda dos produtos locais e entregamos equipamentos e insumos extremamente importantes para fazer da nossa agricultura uma atividade cada vez mais forte”, afirmou Ivaldo Rodrigues, informando ainda que os tratores foram adquiridos por meio de emendas da Comissão de Orçamento da União.
Presente ao ato, o subsecretário estadual de Agricultura, Edjahilson Souza, destacou a importância parceria firmada pela Prefeitura e Governo do Estado, também no setor agrícola. “Esta ação é a prova de que uma política articulada entre os entes governamentais dá bons frutos. Temos hoje, sem dúvida, uma agricultura muito mais forte”, disse o subsecretário.
Um dos trabalhadores rurais beneficiados pela entrega das mudas de juçara foi o agricultor João Batista Rodrigues, produtor no Assentamento Agrícola de Rio Grande. “Eu já planto hortaliças de diversas espécies. Com entrega das mudas de juçara vou poder diversificar minha produção plantando esse produto que é muito aceito no mercado local”, relatou o agricultor.
A agricultora Rosa Maria Soares, da comunidade rural de Nova República, que também recebeu mudas de juçara precoce, destacou a satisfação de receber os insumos agrícolas. “É uma grande conquista para todos nós a aquisição dessas mudas e desses equipamentos, que vão ajudar bastante a aumentar nossa produção e a tornar menos árduo o nosso trabalho na lavoura”, disse.
Compartilhar