Nos 60 anos do Boi de Axixá, deputado Zé Inácio faz homenagem na AL

Por solicitação do deputado Zé Inácio (PT), a Assembleia Legislativa do Maranhão (Alema) fez, nesta sexta-feira (28) pela manhã, sessão solene em homenagem aos 60 anos do Boi de Axixá e à memória do criador da brincadeira, Francisco Naiva. O parlamentar disse que a manifestação mereceu a homenagem por ser o bumba meu boi, sotaque de orquestra, mais antigo da estado e pela dedicação e amor que tem em favor da cultura maranhense.

A filha do fundador e presidente de honra do boi, Leila Naiva, prestigiou o evento e, durante o seu discurso, foi às lágrimas, ao falar do trabalho do pai e das dificuldades financeiras para colocar a brincadeira nos arraiais. O autor da proposta explicou a importância da homenagem. “É uma justa homenagem a uma brincadeira que tem dedicado 60 anos ao fortalecimento da cultura do Maranhão. Nada mais justo que, nós parlamentares da Assembleia Legislativa, façamos essa deferência ao boi de orquestra mais velho do estado e que tem uma história marcante. É uma homenagem justa também pelo amor, carinho e dedicação à propagação da cultura do Maranhão”, disse.  

“Nós, que sempre demos apoio à cultura maranhense, através dessa homenagem que vamos fazer repercutir em todo o estado do Maranhão,  é uma forma de valorizar e contribuir para que brincadeiras como essa continuem sendo apoiadas pelo poder público. Com a Assembleia Legislativa fazendo essa sessão solene, mostrando para o conjunto das autoridades do Maranhão como é importante os poderes estarem apoiando essas brincadeiras e, assim, vamos estar valorizando ainda mais a cultura do estado”, destacou Zé Inácio. “Sou de Bequimão, baixadeiro, por isso, o bumba meu boi está no meu sangue”, completou.

Convidados e emoção

A sessão solene foi aberta pelo deputado Wellington do Curso (PSDB), com a participação na Mesa de Leila Naiva; o secretário de Cultura de São Luís, Marlon Botão; o de Articulação Política da capital, Nonato Chocolate; o vereador Sá Marques, representando a Câmara Municipal de São Luís; o empresário Zildene Falcão, ex-padrinho do boi; o jornalista Robson Paz, secretário-adjunto de Comunicação e Assuntos Políticos, representante do Governo do Estado, outros convidados e familiares do fundador.

O deputado Wellington do Curso devolveu a condução dos trabalhos ao colega Zé Inácio e o elogiou por haver prestado a homenagem. “É um momento muito importante para valorizar a cultura maranhense. Parabéns ao deputado Zé Inácio, por seu respeito à cultura popular e homenagear um boi que tem sua história”, afirmou.

Em seguida, Leila Naiva falou da homenagem e recebeu, também, uma placa com gravura marcando os 60 anos de fundação da brincadeira. Emocionada, ela dedicou a honraria aos participantes do boi e agradeceu também ao deputado Zé Inácio. “Essa placa dedico a vocês e ao meu pai maravilhoso, que fez o boi com muito amor e sacrifícios para conseguir os recursos. Vivar um boi é sacerdócio ao qual se dedica toda vida. Meu pai sempre tratou os brincantes como iguais. O Boi de Axixá é uma marca forte, que precisa do apoio de todos. É cultura, mas tem que gerar renda. Reconhecimento é importante e nos faz crescer. Muito obrigado deputado Inácio pelo reconhecimento à importância do Boi”, assegurou.

Houve apresentação de várias cantorias em Plenário, com a participação de vários brincantes e dos próprios deputados. Foi cantada também a toada escrita em comemoração aos 60 anos de fundação; e o sucesso Bela Mocidade, que o deputado Zé Inácio anunciou que está propondo que se transforme em hino da cultura do Estado.

De acordo com Leila Naiva, a brincadeira é formada por 120 brincantes, entre índias, vaqueiros campeadores, vaqueiros de fita e orquestra. Foi fundado em 1º de janeiro de 1959, por Francisco Naiva por amor à brincadeira, à cultura popular; e que, inicialmente, era composto pelos personagens soldados, caboclos de flecha, índios e campeadores. Depois da saída dos índios e soldados, as mulheres que eram proibidas de participar foram inseridas como índias, sendo assim até a atualidade

Compartilhar

Consulta prévia: Natalino Salgado e Alan Kardec vencem para reitor e vice-reitor da UFMA

Os favoritos confirmaram a tendência e venceram a disputa na Universidade Federal do Maranhão. O ex-reitor Natalino Salgado foi o candidato mais votado na consulta prévia para reitor da UFMA com 49,49% dos votos.

João de Deus ficou com 24,23% e Ridvan com 16,94%. Assim, Natalino, João de Deus e Ridvan formam a lista tríplice para que o presidente Jair Bolsonaro nomeie o novo reitor. Até hoje, nunca o mais votado deixou de ser escolhido pelo presidente.

Na eleição para vice-reitor, venceu o Engenheiro e PHD Professor Alan Kardec Barros Filho com 32,17% dos votos da comunidade acadêmica.

Compartilhar

Oposição força e exige Moro na Câmara

A base do Governo de Jair Bolsonaro precisou se mobilizar, nesta quarta-feira (26), para barrar a aprovação de pedidos de convocações do ministro Sérgio Moro à Comissão de Direitos Humanos e Minorias da Câmara dos Deputados.

Parlamentares do PSL, PP, PL, PRB, DEM, PTB e Podemos tiveram que pedir a obstrução da sessão e encaminhar um ofício, assinado pelo Gabinete de Moro, garantindo que ele compareceria à reunião anunciada pelo presidente da Comissão de Constituição e Justiça e de Cidadania (CCJC), deputado Felipe Francischini (PSL-PR), no próximo dia 2 de julho, para que a oposição não avançasse com a medida que garantiria a obrigatoriedade da presença do número 1 da Justiça, sob pena de infringir a Constituição Federal.

Os pedidos foram apresentados pelo vice-líder do PCdoB, Márcio Jerry (MA), e pelo deputado Túlio Gadelha (PDT-PE). Ambos pretendiam garantir esclarecimentos de Moro sobre a troca de mensagens reveladas pelo site ‘The Intercept Brasil’ durante a Operação Lava Jato, após o ministro ter burlado um convite feito pela Casa na semana anterior e viajado aos Estados Unidos. Sem agenda programada e sem apresentar justificativa de ausência para a reunião agendada para a tarde de hoje, Moro ainda deverá enfrentar alguns desafios no retorno da turnê americana.

É que além de comparecer ao encontro que será organizado pela CCJC, junto com a CDHM e a Comissão de Trabalho, de Administração e Serviço Público (CTASP) na próxima terça-feira, Márcio Jerry (MA) também protocolou na Casa um requerimento para que Moro dê mais informações sobre o que realmente o levou aos Estados Unidos.

No documento, o parlamentar maranhense pede que sejam esclarecidas as razões de Estado para o “ministro cancelar compromisso com quatro Comissões Permanentes da Câmara dos Deputados sem prévio aviso e empreender viagem “repentina aos Estados Unidos da América”. Além disso, o documento solicita informações como a “relação de assessores e outros convidados que integraram a comitiva do Ministro, as despesas efetuadas durante a viagem e os resultados práticos da visita do Ministro para o Estado brasileiro e sua pasta ministerial, em particular”.

Durante a sessão desta quarta, o presidente da CDHM, deputado Hélder Salomão (PT-ES), chegou a dizer que o não comparecimento de Moro era uma demonstração do desrespeito do ministro. “Foi um desrespeito não ter vindo, não ter comunicado oficialmente e eu espero, mesmo, ansiosamente, porque se ele não vier, nós teremos um impasse institucional muito grande entre o ministro e este Parlamento”, comentou.

Compartilhar

Pedido de desculpas do Ministro Sérgio Moro aos integrantes do MBL

Sérgio Moro pede desculpas aos “tontos” (ops!) – integrantes do MBL

Você já pediu desculpas por algo que não fez? Mas o ministro da Justiça, Sérgio Moro, pediu. Ou melhor, pelo que insiste que não sabe se fez ou não. Continua sempre impressionante a falta de memória de Moro sobre conversas relacionadas ao processo mais importante de sua carreira como juiz federal.

O MBL (Movimento Brasil Livre) divulgou neste domingo (23) áudio em que o ministro pede desculpas aos seus integrantes por mensagem trocada com integrantes da Operação Lava Jato em março de 2016, na qual os chama de tontos.

“Se de fato usei o termo, peço escusas, mas saibam que têm todo o meu respeito e sempre terão”, declarou Moro, segundo a gravação publicada no Youtube pelo deputado estadual Arthur Mamãe Falei (DEM-SP), do MBL.

Moro insiste na linha de defesa de ataque ao que chama de interceptações criminosas de suas conversas e dizer que não sabe exatamente se falou o que está sendo divulgado.

No diálogo, Moro pede que Deltan Dallagnol encontre uma forma de conter o MBL, que havia armado protesto em frente ao apartamento do ministro do STF (Supremo Tribunal Federal) Teori Zavascki, morto no ano seguinte.

“Nao.sei se vcs tem algum contato mas alguns tontos daquele movimento brasil livre foram fazer protesto na frente do condominio.do ministro”, digitou o então magistrado no Telegram. “Isso nao ajuda evidentemente”, escreveu o então juiz

Compartilhar

É notória a falta de intimidade do pré-candidato Braide com o São João

O Blog Marrapá publicou nesta segunda-feira (24) a peregrinação dos pré-candidatos a prefeito de São Luís nas festas juninas da cidade. Faltando pouco mais de um ano para a eleição, os pretendentes à sucessão do prefeito Edivaldo prestigiaram a maior festa popular da cidade buscando aumentar a popularidade.

Estiveram nos arraiais o comunicador Jeisael Marx, os deputados estaduais Neto Evangelista, Duarte Júnior e Adriano Sarney, além dos deputado federais Bira do Pindaré e Eduardo Braide.

Pelas fotos divulgadas pelos próprios pré-candidatos, é notória a falta de intimidade de Eduardo Braide com a festa popular. O deputado que concorreu á prefeitura de São Luís dizendo que cresceu acompanhando o São João na Rua do Passeio claramente se mostrou que não um peixe fora d’água em meio.

Compartilhar

Eleições 2020: DataIlha aponta Dr. Amilcar na frente para Prefeitura de Barreirinhas

Pesquisa DataIlha divulgada no período de 13 a 15 de junho de 2019, confirma a tendência de crescimento e futura eleição do Dr. Amilcar Rocha (PCdoB) na disputa eleitoral para a Prefeitura de Barreirinhas – MA, com 53,1% dos votos válidos.

Confira o resultado dos confrontos em dois cenários, com perguntas espontânea e estimulada. A margem de erro é de 5% para mais ou para menos o nível de confiança é de 95%.

Mais atrás vem Albérico Filho, atual prefeito de Barreirinhas, com apenas 14,3%. Já Léo Costa aparece em terceiro com 13,8%. Dr. Amilcar Rocha segue com liderança total para corrida eleitoral 2020.

Compartilhar

CPI da Saúde: Membros da Comissão vistoriam Hospital de Imperatriz

Os vereadores de Imperatriz Aurélio (PT), Adelino (SDD), Carlos Hermes (PCdoB), Bebé Taxista e Ditola (ambos do PEN), que fazem parte da Comissão Parlametar de Inquérito, que investiga irregularidades nos contratos da secretaria municipal de Saúde de Imperatriz, estiveram na manhã desta sexta (21), realizando a primeira diligência no Hospital Municipal, o Socorrão.

Está sendo feito um cadastramento com todos os equipamentos e instrumentos cirúrgicos que de fato existem nos ambientes hospitalares do Socorrão recebem a manutenção da empresa investigada: a Catho. Os vereadores fizeram a identificação dos maquinários, solicitaram as notas fiscais desses serviços de manutenção e as ordens de pagamento de todas, para que se faça o comparativo de valores e identificar a necessidade ou não desse equipamento receber determinado reparo.

Muitos equipamentos não estão funcionando, como a máquina de ressonância. Quebrada desde março de 2018, a máquina deveria ter sido consertada pela Catho que recebe cerca de R$ 40 mil por mês para dar manutenção em duas impressoras que trabalham com a expedição de película de imagem.

Como a gestão já sabia da visita, pode ter feito uma “maquiagem” no ambiente. E, ainda assim, não foram poucos problemas encontrados.

Clodoaldo Correa

Compartilhar

Sérgio Moro foi bem na política mas péssimo juridicamente, diz Flavio Dino

O ministro da Justiça, Sérgio Moro, passou cerca de 9 horas em audiência na Comissão de Constituição e Justiça do Senado para explicar as conversas publicadas pelo site The Intercept, nas quais ele faz acordos com procuradores. Moro questionou as veracidade das mensagens, mas sempre evasivo com relação às perguntas se ele, de fato, teve tais conversas.

Moro disse mais de 30 vezes que aquilo era algo normal, “absolutamente normal”, “absurdamente normal”.

O governador Flávio Dino disse que foi uma boa peça política produzida por Moro, mas que juridicamente, foi péssimo, já que tentou normalizar as atuações que violam o dever de imparcialidade do juiz.

“Sérgio Moro pode ter produzido uma peça política ontem, ao ir depor no Senado e aparentemente sobreviver. Mas como narrativa jurídica aquilo lá foi péssimo. Se limitou a esconder-se na suposta ilicitude das provas e tentou normalizar absurdas violações ao dever de imparcialidade”, escreveu

Clodoaldo Correa

Compartilhar

Jeferson Portela lembra caso “Boi Barrica” e chama Aluísio de covarde

Os delegados Thiago Bardal, Ney Anderson Gaspar e o secretário Jefferson Portela serão ouvidos na Comissão de Segurança da Câmara dos Deputados para falar de denúncias de espionagem de políticos, magistrados e autoridades. O deputado federal e ex-secretário de segurança tentou levar para depor apenas os acusadores, mas os deputados federais da base aliada incluíram no requerimento o secretário de segurança para que explique a situação, uma vez que os acusadores são um preso e um afastado do cargo na Seic, o que enseja uma vingança contra o secretário.

O secretário Jefferson Portela falou com exclusividade ao programa Ponto Continuando, da rádio Mais FM, sobre o caso. Ele afirmou que a quadrilha da qual Thiago Bardal faz parte articula para intimidar o sistema de segurança e usar a acusação de espionagem como defesa.

“É uma articulação do crime organizado, tanto para defesa processual quanto para intimidar o sistema de segurança. Só que entraram errado. Bandido não me intimida. E não tem quilate de bandido capaz de me intimidar. Nem pequeno, nem médio, nem grande. Pode ser cueca ou de gravata. Do jeito que vier vamos combater o crime. Ou o cidadão cometeu crime ou não cometeu. Se cometeu ele pode ter o nome que tiver, o dinheiro que tiver, o cargo que tiver mas ele vai responder perante a lei”, afirmou.

Aluísio Mendes

O secretário foi muito duro contra o deputado federal Aluísio Mendes, afirmando que ele é que teria que dar explicações tanto da sua gestão sobre a segurança quanto do fato de ter sido pego informando Fernando Sarney da operação Boi Barrica. A polícia federal chegou a pedir a prisão de Aluísio (relembre).

“Ele [Aluísio] deveria se explicar. Porque ele caiu em uma interceptação e a Polícia Federal pediu a prisão dele quando ele ligou para um investigado no Maranhão comunicando a operação e a pessoa estava interceptada. Por isso, á época, a PF pediu a prisão dele. Ele também deve explicar sobre a péssima gestão dele com o estabelecimento das facções na capital. De 2009 a 2014 o índice de homicídios no Maranhão aumentou 308%. Já diminuímos em 63%”.

O secretário também disse que Aluísio, que foi secretário de segurança, se fala em interceptação ilegal, deve saber como fazer. “Ele aparece abraçando criminosos e dando total crédito a esta história de interceptações. Será que ele é um analfabeto na condição de policial? Ele sabe que a interceptação só é implantada com a ordem de um juiz. A operadora não implanta com ofício de oficial. Se ele fala de interceptação ilegal ele deve saber algo sobre isso. Na nossa gestão, somente dentro da lei”.

Portela disse que Aluísio fugiu de debate com ele marcado na TV Mirante, de propriedade do próprio grupo político do deputado federal. Mas afirmou que agora, terá que encará-lo. “O engraçado é que este Aluísio, um covarde que não tem coragem de ficar na minha frente, porque marcou um debate, amarelou, e não foi. Ele devia ter vergonha de como ex-secretário de segurança dizer que um bandido com prisões estaduais e federais decretadas está sendo perseguido. O papel dele seria elogiar a polícia do Maranhão. […] Eu espero que ele tenha coragem de homem de escutar tudo que eu tenho para dizer olho no olho pra ele. Ele já fugiu covardemente aqui na Mirante. Ligou em uma sexta-feira, marcou o debate para segunda e combinou de chegar uma hora antes. Duas horas antes ele fugiu e desapareceu”, finalizou.

Publicado em PolíticaDeixe uma resposta

Compartilhar

“Feirinha São Luís trouxe as pessoas de volta ao Centro Histórico” afirma Kátia Bogéa

A presidente nacional do IPHAN, Kátia Bogéa, conhecida como uma das maiores autoridades da preservação histórica e cultural do país afirmou que “A Feirinha (São Luís) trouxe de volta as pessoas para o Centro Histórico”. A avaliação da gestora reafirma o trabalho idealizado por Ivaldo Rodrigues que trouxe nova vida a região central da capital maranhense que não desenvolvia nenhum tipo de atividades aos fins de semana.

Vale lembrar que a Prefeitura de São Luís e IPHAN tem sido verdadeiros parceiros na transformação de instrumentos urbanos da capital. Nos últimos meses a entrega da Praça Deodoro e readequação da Rua Grande, trouxeram nova vida ao Centro.

Em breve será a vez da revitalização do Largo do Carmo, Praça João Lisboa e Rua de Nazaré, assim como a construção da Praça das Mercês

Diego Emir

Compartilhar