Cézar Bombeiro foi o primeiro a levantar voz pela regularização fundiária da Liberdade e outros bairros

Partiu do vereador Cézar Bombeiro (PSD) a iniciativa de lutar pela regularização fundiária da Liberdade, com o intuito de proporcionar à comunidade os benefícios desse processo. Morador antigo do bairro e conhecedor profundo das necessidades da população, Bombeiro busca, desde o início do seu mandato na Câmara Municipal, a legalização das terras da Liberdade, seja por meio de audiências com os gestores da Superintendência do Patrimônio da União (SPU) e da Secretaria de Estado das Cidades (Secid), seja em audiências públicas para discutir o tema, com ampla participação popular.

Em reunião com o superintendente regional da SPU, Coronel Monteiro, em maio do ano passado, o vereador obteve a garantia de que o órgão procederá a regularização fundiária não só da Liberdade, mas também da Camboa, Alemanha e Vila Palmeira, uma das suas bandeiras de luta. Assista o vídeo abaixo:

Na ocasião, o chefe da SPU se disse encantado com o compromisso de Cézar Bombeiro com o povo ao abraçar a causa. “Eu posso afirmar que em todos os bairros aos quais você fez referência nós faremos a regularização em nome da União Federal”, assegurou Coronel Monteiro, que recentemente informou que a primeira etapa da regularização resultará na entrega de 25 mil títulos de terra, até o fim do mês de abril, sem qualquer custo aos moradores.

O superintendente afirmou que a regularização fundiária também é um compromisso seu. “Fique certo de que todos os moradores desses bairros serão aquinhoados diretamente pela União Federal por meio da SPU”, declarou.

Secid

Luda de Cézar Bombeiro junto ao Governo do Estado pela regularização fundiária da Liberdade começou ainda na gestão da ex-secretária da Secid Flávia Alexandrina

Em outra frente de batalha pela conquista do tão sonhado título de terra para os moradores da Liberdade, Camboa, Alemanha e Vila Palmeira, Cézar Bombeiro já teve várias audiências para tratar do assunto na Secretaria de Estado das Cidades (Secid), órgão responsável pela condução do processo em âmbito estadual. E obteve, tanto da ex-secretária Flavia Alexandrina, quanto do atual titular da pasta, Rubens Júnior, a garantia de o desfecho será favorável à população.

Demonstrando total engajamento à causa e habilidade inquestionável para o diálogo, Cézar Bombeiro abriu um canal de diálogo importante e fortaleceu, a cada reunião, o seu poder de convencimento quanto à necessidade dos moradores de terem os seus terrenos legalizados, como forma de dar segurança às suas famílias.

Diante das exposições convincentes do vereador, Rubens Júnior afirmou que é desejo do governo estadual emitir os títulos de terra em cartório para entregá-los aos moradores. O secretário informou que resta apenas a definição de questões burocráticas com o Governo Federal, já que a área é patrimônio da União. “É uma obrigação que o Estado já garantiu que cumprirá”, declarou.

Cézar Bombeiro também já foi recebido pelo atual secretário da Secid, Rubens Júnior, para tratar da regularização fundiária da Liberdade, Camboa, Fé em Deus, Alemanha e Vila Palmeira e obteve a garantia de que o processo será concretizado

Em meio à busca incessante pela regularização fundiária da Liberdade e dos demais bairros incluídos no processo, nada mais justo do que reconhecer que Cézar Bombeiro foi o primeiro a levantar a voz pela realização do sonho acalentado há décadas por dezenas de milhares de famílias da capital.

Assista ao vídeo:

Blog Daniel Matos

Compartilhar

Ivaldo Rodrigues recebe visita de Weverton Rocha

No início da tarde desta quinta-feira (30), o senador Weverton Rocha realizou uma visita de cortesia ao secretário Ivaldo Rodrigues, na Secretaria Municipal de Agricultura, Pesca e Abastecimento (Semapa).

Durante a visita, o senador aproveitou para elogiar o trabalho e proatividade do vereador licenciado, Ivaldo Rodrigues no setor executivo, destacando sua liderança com braços firmes em conquistar avanços na agricultura e no abastecimento em São Luís.

“Ter a presença do senador Weverton Rocha hoje na secretaria é uma grande honra e alegria, ele que é uma grande liderança do nosso partido, desempenhando um importante papel no Senado Federal, principalmente na luta social pelos direitos dos trabalhadores brasileiros”, destadou Ivaldo Rodrigues.

Compartilhar

Vítima de tentativa de feminicídio beija réu durante julgamento

Ao plenário, ela declarou que tudo aconteceu porque provocou o namorado

Micheli Schlosser, 25 anos, vítima de uma tentativa de feminicídio praticada em agosto de 2019, pediu autorização ao juiz durante a sessão de julgamento que ocorre nesta terça-feira, 28, em Venâncio Aires, e abraçou e beijou o réu, Lisandro Rafael Posselt, 28 anos. As informações são do Jornal Folha do Mate, que acompanhou a sessão.

O réu, que era namorado de Micheli na época dos fatos, e que atualmente cumpre prisão na Penitenciária Estadual de Venâncio Aires, é apontado com o autor dos cinco tiros contra ela, no centro de Venâncio Aires.

Ao plenário, composto por cinco homens e duas mulheres, Micheli declarou que tudo aconteceu porque provocou o réu. “Ele nunca tinha me agredido, sempre foi muito bom para mim e já pagou pelo erro dele”, mencionou.

O réu, pediu uma nova chance aos jurados e referiu que não quer voltar para ‘aquele inferno’. Sua defesa, feita pela banca do advogado Jean Menezes Severo, citou que a vítima é a mais interessada no julgamento e ela já perdoou o réu. A acusação está a cargo do promotor Pedro Rui da Fontoura Porto (Alvaro Pegoraro/Folha do Mate)

Informações do agora no vale

Compartilhar

Madeira inicia agenda em São Luís e discute com lideranças comunitárias e iniciativa privada

Juiz federal aposentado deu início à pré-campanha para prefeito da capital sob discurso de gestão e de combate à corrupção

Pré-candidato a prefeito de São Luís, o juiz federal aposentado Carlos Madeira (SD) iniciou uma agenda de discussões sobre a capital com lideranças comunitárias e empresários. As reuniões só puderam acontecer agora, com a oficialização de sua aposentadoria do serviço público federal, após 25 anos de carreira no Judiciário e no Ministério Público.

Os primeiros encontros ocorreram no bairro Porto Grande, zona rural, uma das principais áreas de São Luís esquecida pelo poder público, e o Bairro de Fátima, periferia da cidade, onde Madeira nasceu e cresceu.

“Estamos conversando com a cidade para discutir e buscar soluções que melhorem a qualidade de vida da população”, publicou nas redes sociais.

Com forte discurso focado em gestão e de combate à corrupção, Carlos Madeira defende parcerias público-privadas para setores importantes da administração Para isto, tem também mantido conversas com a iniciativa privada. O encontro mais recente foi com o empresário André Cutrim de Mendonça, do grupo Lavamatic.

“Concordamos que o Poder Público e a iniciativa privada deverão estar juntos para enfrentar o grande desafio de gerar emprego e renda para a população de São Luís. A ideia é formar um grande mutirão para resolver os problemas da cidade, através de um modelo de gestão compartilhada”, declarou.

Atual 7

Compartilhar

Ativista Ambiental e líder comunitário, Titico Soares declara apoio a pré-candidatura de Ivaldo Rodrigues

O ativista ambiental e líder comunitário da Liberdade, Titico Soares declarou apoio a pré-candidatura do vereador Ivaldo Rodrigues(PDT) que vai disputar a reeleição para a renovação do mandato na Câmara Municipal de São Luís.

“O meu apoio ao vereador Ivaldo Rodrigues é pelo reconhecimento ao grande trabalho que ele vem fazendo no setor produtivo da Ilha de São Luís” , declarou!

Titico – , que além de ter uma militância atuante  na defesa do meio ambiente da Grande Ilha tem trabalho prestado também na Regional do Cohatrac.  

Ivaldo Rodrigues é o atual titular da Semapa. O vereador é uma das grandes lideranças políticas do PDT.

Compartilhar

Dino acredita na parceria público-privada para revitalização do Centro Histórico de São Luís

Edifício João Goulart: totalmente recuperado por parceria público-privada.

O primeiro prédio no Centro Histórico de São Luís reformado pela parceria entre o setor público e a iniciativa privada, o edifício João Goulart, foi entregue na sexta-feira (24). A implementação desse tipo de parceria é mais um modelo de gestão pública que está sendo implementado pelo governador Flávio Dino no Maranhão, por meio do programa Nosso Centro. Só uma rápida olha no João Goulart e já é possível perceber, a soma de força pode gerar bons frutos.

“Nós devemos valorizar administrativamente este investimento que é fruto de uma inovação gerencial, uma vez que se materializa aqui também a primeira parceria público-privada do nosso estado”, anunciou Flávio Dino.

O edifício, datado da década de 50, estava há quase 30 anos sem funcionar. A reforma e modernização do prédio aconteceu em 18 meses. A nova estrutura sediará órgãos da administração pública estadual e terá o terraço aberto ao público, para visitação, de onde se tem uma vista privilegiada da ilha de São Luís.

Na presença da primeira-dama do presidente João Goulart, Maria Thereza Goulart, Flávio Dino reiterou a importância dos investimentos e união de esforços, que vai contribuir para que o conjunto do Patrimônio Histórico de São Luís, e do Maranhão, seja mais valorizado, destacando ainda a dimensão da modernização do funcionamento de órgãos do governo, que contarão com uma nova estrutura.

“Estamos aqui celebrando mais um passo de um programa governamental, chamado Nosso Centro, que visa requalificar, valorizar, reocupar, dar sentido econômico, gerar emprego e renda a esse enorme patrimônio da nossa cidade, tombado pela Unesco como patrimônio da humanidade. Aqui, centenas de servidores públicos irão trabalhar, e por tanto, temos aqui, servidores da sociedade que encontraram melhores soluções de exercerem suas profissões”, destacou.

Adote um Casarão

Nesta semana o Governo do Estado divulgou o resultado do edital para reforma e concessão de imóveis do Estado que estão situados no Centro Histórico de São Luís. Intitulado como Adote um Casarão, a iniciativa faz parte do programa Nosso Centro. O edital de licitação foi lançado com o objetivo de identificar pessoas físicas ou jurídicas de direito privado, com ou sem fins lucrativos, interessadas em recuperar e obter concessão de uso não remunerado de casarões de propriedade do Governo do Estado. A concessão de uso gratuito dos casarões terá o prazo máximo de até 30 anos, a depender do imóvel, contados a partir da assinatura do Termo de Adesão ao Programa Adote um Casarão, não podendo ser prorrogado.  O programa disponibilizou 11 imóveis públicos, totalizando cerca de 4,5 mil metros quadrados de área útil no Centro Histórico.

Clodoaldo Correa

Compartilhar

Suspensa fiscalização da SMTT em relação aos motoristas de aplicativo

Depois de muita polêmica e reclamação dos motoristas de aplicativos,  a secretaria Municipal de Trânsito e Transporte anunciou que estão suspensas as fiscalizações até que seja resolvido o impasse.

Haverá uma reunião nesta terça-feira (28) no Ministério Público para chegar a uma solução sobre o impasse.

Confira a nota:

A Secretaria Municipal de Trânsito e Transporte (SMTT) informa a suspensão da operação para fiscalização do transporte por aplicativo em São Luís até que haja um entendimento no que diz respeito ao cumprimento da exigência, conforme a lei, de regulamentação das plataformas junto ao órgão competente.

Clodoaldo Correa

Compartilhar

PM Carlos Eduardo afirma em depoimento que antes de atirar teve uma luta entre eles

Do Jornal Pequeno – O site JP online teve acesso à íntegra do depoimento do policial militar Carlos Eduardo Nunes, que está preso e confessou ter assassinado a tiros, no último sábado, 25, a esposa Bruna Lícia e o jovem Willian Santos, ao flagrar os dois na cama em seu quarto, no Condomínio Pacífico I, no bairro Vicente Fialho, em São Luís.

No depoimento, o soldado revela que houve luta entre eles antes dos disparos fatais, e confirma, também, uma terceira pessoa no local do duplo crime.

Ao ser inquirido depois de se entregar à polícia, o PM afirmou que mantinha união estável com Lícia há dois anos, sem filhos, e que a relação estava caminhando para o fim. Os dois já haviam conversado sobre a separação, com a vítima já decidida a sair de casa.

Em um trecho do depoimento, o PM Carlos Eduardo Nunes afirmou que a separação estava ocorrendo de maneira pacífica, e que Bruna ainda estava no apartamento enquanto arranjava outro lugar para morar.

No dia do crime, Carlos Eduardo saiu para trabalhar por volta das 06h20, em seu veículo FOX, e deixou ainda esposa sozinha no apartamento. Ela teria dito que não iria trabalhar naquele sábado. Antes das 14h, o PM saiu do quartel e iria para o almoço de aniversário do pai, mas resolveu passar antes no apartamento a fim de trocar de roupa. Ao entrar, percebeu a presença de um rapaz na sala, identificado como Lucas, que trabalhava com Bruna Lícia e Willian.

Segundo depoimento, Carlos Eduardo ficou insatisfeito, pois não gostava de receber visitas enquanto ele não estivesse em casa. Foi então que se dirigiu ao quarto, deparou com a porta fechada, mas não travada, e imaginou que a companheira estivesse trocando de roupa. Ao entrar, flagrou Willian e Bruna, nus, na cama.

Atônito dentro do quarto, Carlos Eduardo declarou que os dois partiram em sua direção e puxaram seu colete, iniciando-se, então, uma briga generalizada dentro do quarto, segundo o acusado.

O PM declarou ainda que escorregou durante a briga, tendo nesse momento sacado a pistola .40 que estava no coldre na sua coxa direita. Carlos Eduardo efetuou os disparos, mas afirma que não se lembra em quem atirou primeiro. As vítimas estavam de pé quando foram baleadas, conforme depoimento.

Após perceber que tinha executado a companheira e o suposto amante, o PM Carlos Eduardo afirmou que ficou sentado chorando, pensando em se matar, mas lembrou da família e resistiu em cometer o ato. Enquanto isso, ao lado de fora do apartamento, policiais militares já estavam em movimentação para tentar a rendição de Carlos Eduardo, que se negou a se entregar, exigindo a presença de um tio, Alberto Luís, e de um primo que é advogado, só se entregando após a chegada dos dois.

PM foi levado em uma viatura para a Delegacia de Homicídios e afirmou que não recebeu nenhum tipo de telefonema avisando sobre a traição da mulher, nem desconfiava de tal possibilidade. Estava com a mão lesionada devido à luta no interior do apartamento, mas não soube precisar em que circunstância ocorreu a lesão.

O PM Carlos Eduardo Nunes finalizou o depoimento afirmando que nunca chegou a desconfiar do envolvimento de Bruna com Willian Santos, e que nunca havia cometido um ato daquela natureza, nem possuía nenhum tipo de processo. Disse, também, que, mesmo já praticamente separado da mulher, não suportou vê-la com outro homem em sua própria cama.

john cutrim

Compartilhar

Albérico Filho, Ruivo e Magno Teixeira continuam como alvo de investigação por contratos de fachada

A PGJ (Procuradoria Geral de Justiça) do Maranhão decidiu prorrogar por mais 90 dias as investigações sobre a contratação de uma empresa de fachada pelas prefeituras de Barreirinhas, Cantanhede e Presidente Juscelino.

Considerada a partir do último dia 5, a prorrogação foi necessária para análise das evidências já descobertas e a realização de novas diligências. Por se tratar de procedimentos investigatórios criminais que têm como alvo os próprios gestores municipais —Albérico Filho, Ruivo e Magno Teixeira, respectivamente—, os levantamentos estão sendo feitos no âmbito da Assessoria Especial de Investigação, privativa para apurar atos ilícitos praticados por agentes políticos detentores de foro por prerrogativa de função.

O prefeito Maninho de Alto Alegre, que comanda o município de Alto Alegre do Maranhão, mostrou o ATUAL7, também é investigado por suspeita de esquema com a mesma empresa.

Segundo levantamento preliminares, trata-se da Ipiranga Empreendimentos e Locação Ltda, que celebrou contratos milionários com as prefeituras para fornecimento de transporte, inclusive escolar, embora não seja proprietária de sequer um único automóvel, de acordo com base de dados do Detran (Departamento Estadual de Trânsito) do Maranhão.

Além disso, pesquisas ao histórico da empresa apontaram que ela sofreu ao menos três alterações no seu quadro societário, sendo que nenhum de seus sócios fundadores permaneceu no quadro. Também houve mudança no local da sede da empresa várias vezes nos últimos anos, tendo pulado de endereço entre as cidades de Santa Inês, Vargem Grande e Nina Rodrigues.

Esse tipo de rotatividade de sócio e de endereço é típico de empresas fraudulentas, criadas com objetivo de lavar dinheiro e desviar recursos públicos.

Antes das investigações serem abertas pela PGJ, revelou o ATUAL7, o Ministério Público de Contas do TCE (Tribunal de Contas do Estado) do Maranhão já havia representado contra a empresa e as administrações municipais com base nas mesmas suspeitas de irregularidades e ilegalidades.

Atual 7

Compartilhar

Eleições: Alan Kardeck é um forte pré- candidato a vereador de São Luís

Alan Kardec ao lado do secretário de cidades Rubens Juni

Alan Kardec ao lado do secretário de cidades Rubens Junior

Com a proporcionalidade aberta no campo politico na capital, surge uma nova liderança como opção nas eleições deste ano em São Luís, o mesmo tem fácil penetração no meio político e nas comunidades e já se movimenta para disputar uma cadeira na Câmara Municipal, estamos falando do líder comunitário Alan Kardeck que já pontua como uma das maiores liderança com visibilidade em São Luís a mesma se dar pelo vasto trabalho realizado na comunidade da Liberdade e adjacências ao longo de varios anos, onde já se estende também a outros bairros da ilha.

Blog Veja Agora

Compartilhar