AS POLITICAGENS DE WELLINGTON DO CURSO

Por Jorge Vieira.

O deputado estadual Wellington do Curso (PSDB) vive sua atuação política única e exclusivamente para fazer campanhas de ódio contra o governo do Estado. Com o objetivo de se promover às custas dos ataques, ele insufla todos os assuntos que podem gerar críticas ao Poder Executivo.

O problema do tucano é o vale-tudo, o que o coloca permanentemente em confronto com a verdade. Esta semana, ele está organizando uma manifestação na porta do Palácio dos Leões para cobrar do governo do Estado um posicionamento sobre a nomeação de Policiais Civis.

Por desconhecimento ou má-fé, ele esquece completamente a Lei Complementar Federal de Bolsonaro que impede nomeações em todo o Brasil. O próprio ministro da Economia Paulo Guedes, em discurso reunião ministerial do dia 22 de abril, mencionou o acordo com o Congresso Nacional dizendo já ter colocado granada no bolso dos inimigos.

Fazendo referência a LC 173 que institui o Programa Federativo de Enfrentamento ao Coronavírus para os estados, Distrito Federal e municípios e congela de salários, gratificações e auxílios, além de proibir concursos no serviço público até dezembro de 2021.

Bolsominion inveterado, Wellington do Curso deveria insuflar manifestações na porta do Palácio do Planalto, em Brasília, e não contra quem está impedido de realizar nomeações no momento.

Mas ele não tem coragem de protestar contra Bolsonaro. E é por isso que vai tentar, assim como Paulo Guedes falou, colocar a granada no bolso dos inimigos.

Compartilhar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *