As vantagens de Madeira, segundo a última pesquisa

Por John Cutrim.

Quem acabou levando a melhor na última pesquisa do Instituto Prever foi o pré-candidato José Carlos Madeira, do Solidariedade. O ex-juiz federal aparece acima dos 3%, o que demonstra – se comparado esse percentual com os dados de outras pesquisas anteriores – que ele mais do que dobrou o número de intenções de voto.

O que de fato se percebe é que Madeira, mesmo com uma campanha modesta, sem estrutura ou ostentação, vem aos poucos derrubando a barreira de ainda ser um pré-candidato desconhecido pela maioria do eleitorado.

Com um discurso simples, objetivo, Madeira tem contabilizado apoios importantes na periferia por levar uma mensagem de empatia, de alguém que viveu de perto o abismo social – o pré-candidato do Solidariedade é filho de um alfaiate e uma empregada doméstica – e conseguiu construir uma trajetória vitoriosa.

A biografia de Madeira é convincente e entusiasma o eleitor mais simples. E as propostas do ex-juiz federal também alcançam a classe média, porque impõem um modelo de gestão com austeridade, eficiência e transparência.

Compartilhar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *