Bem Viver tenta explicar calote a funcionários da Saúde

O Instituo Bem Viver emitiu nota após o protesto dos trabalhadores da empresa que prestava serviço na secretaria estadual de saúde.  O contrato entre a Bem Viver e o Governo terminou no dia 11 de maio e a empresa mesmo recebendo do governo os valores mensalmente atrasou o salário dos funcionários.
O instituto alega para o calote que é preciso “apuração da responsabilidade entre as partes” por conta do fim do término do contrato. A organização afirma que agendou audiência de conciliação com o Ministério Público do Trabalho para tentar resolver a questão. Ou seja, quer que o governo banque o pagamento das rescisões de contratos dos empregados.
Confira a nota:
blog Clodoaldo Corrêa

Compartilhar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *