Com paralisação de caminhões, os alimentos começam a faltar na capital maranhense.

Muitos caminhões de abastecimento da Ceasa-MA ainda estão fora do Maranhão.

SÃO LUÍS – Com a paralisação de caminhoneiros nas estradas, desde a terça-feira (22) a Central de Abastecimentos (Ceasa-MA) tem sido prejudicada na reposição dos produtos de auto consumo, como batata, cebola, tomate e pimentão, por exemplo. Varejistas e consumidores finais correm o risco de ficar alguns dias sem este tipo de alimento.

De acordo com o presidente da cooperativa, os caminhões que realizariam o abastecimento estão parados e não chegaram a entrar nem no Maranhão ainda, situação que tem atingido não só a cooperativa mas também a população em geral. “Nós não sabemos como esses produtos irão chegar, já que são perecíveis”, diz o presidente.

Dessa forma, os trabalhadores também já não querem mais carregar os caminhões com novos alimentos, pois sabem que têm a chance de ficarem presos novamente. “Isso gera um problema grande, porque dependendo de como chegar essas mercadorias que estão presas, elas não estarão em tempo hábil para as pessoas carregarem e ainda consumirem na segunda-feira”, completou o presidente da cooperativa.

Compartilhar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *