Faz parte da herança maldita dos Sarneys…

Não existe problema que mostre com tanta propriedade a herança que foi deixada pela ex-governadora Roseana Sarney (PMDB) do que o rompimento da comporta da Barragem do Bacanga na quinta-feira (17). Foram 30 anos sem a manutenção necessária e em 2012, no segundo ano do quarto mandato de Roseana, o Conselho Regional de Engenharia do Maranhão (Crea-MA) alertou sobre a gravidade da falta de manutenção.
Em 2012, o Crea-MA alertou que os sistemas eletromecânico e elétrico não estavam funcionando e que o muro de arrimo e concreto armado ameaçavam desmoronar. O então segundo assessor técnico do Crea-MA, Antônio Xavier, que participou das vistorias realizadas, afirmou que nas quatro inspeções realizadas todos os laudos foram negativos e detectavam grande risco.
Apesar do alerta de um órgão com especialidade sobre o assunto, a obra e os maranhenses que moram no entorno dela foram abandonados ao longo de todo o mandato da ex-governadora e das três comportas que funcionavam mais duas foram desativadas ao longo da gestão da peemedebista.
O quadro era tão problemático que a nova gestão da Secretaria de Infraestrutura (Sinfra), empossada em janeiro deste ano, chegou a discutir um projeto, mas não houve tempo suficiente nem mesmo para a licitação devido à falta de manutenção da comporta.
Diante da indiferença e do abandono que foi o governo anterior, os pescadores da região se colocaram até mesmo contra a obra emergencial iniciada pela atual gestão da Sinfra ainda na quinta-feira (17) com a colocação de pedras para fechar parcialmente o canal. O que eles têm guardado na memória é que a última vez que isso ocorreu a comporta não foi mais aberta.
Blog John Cutrim
Compartilhar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *