ELEIÇÕES 2018: Aqueles que cobram de Roberto Rocha deveriam ter a honestidade de cobrar também de Roseana Sarney

“No Maranhão não tem governo fraco, tem governo ruim.” (Roberto Rocha)

É perfeitamente compreensível a blogosfera bancada pelo Palácio dos Leões partir pra cima do senador Roberto Rocha, candidato a governador pelo PSDB.

É perfeitamente aceitável que a blogosfera dinista tente desconstruir a imagem do candidato tucano por razões mais do que óbvias!

O que deixa de ser perfeitamente compreensível são setores da blogosfera sarneysista tentarem fazer o mesmo jogo dos blogueiros agarrados no governo, qual seja atacar Roberto Rocha quando ainda há muita água a passar por debaixo da ponte até as eleições do dia 7 de outubro.

Só seria perfeitamente compreensível a contundência de alguns blogueiros em relação ao candidato do PSDB, se ao menos tivessem a honestidade em reconhecer que Flávio Dino não é produto apenas de si mesmo, mas também de erros históricos cometidos pelo grupo Sarney ao longo das décadas que comandou o Maranhão.

Blog do Robert Lobato, porém, não vai cair na armadilha de atacar potenciais aliados e muito menos caminhar pelo território da má-fé de depositar na conta da candidata Roseana Sarney (MDB) a possibilidade de Flávio Dino ganhar a eleição já no primeiro turno. Não! Isso seria queimar pontes para um futuro próximo onde a oposição pode precisar caminhar unida.

E mais: não é porque o Blog do Robert Lobato não tem e nunca teve “parceria” com Roseana Sarney, que nesta altura da campanha a emedebista passaria ser alvo deste editor. Isso seria canalhice!

Pelo contrário, esta página tem a plena consciência de que o processo político no Maranhão é muito complexo, na medida que por muito tempos o povo foi obrigado a ficar refém da escolha entre apenas dois campos políticos.

Se por anos a fio foi difícil combater o domínio do grupo Sarney, imaginem vocês enfrentar um regime que deseja se perpetuar no poder fazendo igual, alias, igual não, muito pior à “oligarquia”?

Antes, as chamadas oposições ao Sarney ao menos tinham o município de São Luís administrado por forças contrárias ao Palácio dos Leões para fazer minimamente um contraponto ao poder estabelecido no estado. Foi assim com Cafeteira, Conceição, Jackson e Castelo.

Isso tudo sem falar no poderio da máquina de propaganda do governo comunista que usa me abusa de meios de comunicação que antes eram ligados ao grupo Sarney, como é o caso do sistema Difusora, por exemplo. Aliás, mesmo o sistema Mirante, de propriedade dos Sarney, ajudou bastante na propagação das mentiras de Flávio Dino. É quando o interesse financeiro fala mais alto do que a política e, por conseguinte, dos interesses do povo.

Enfim, a eleição não acabou. O Jogo não está jogado.

“Ainda estão rolando os dados”, como poetizou o mestre Cazuza.

Blog Robert Lobato

Compartilhar

Roberto Rocha mostra dura realidade socioeconômica do Maranhão durante programa eleitoral

O candidato a governador Roberto Rocha (45) mandou bem em dos seus programas no horário gratuito na tevê.

Uma peça muito bem trabalhada que manda uma mensagem dura, tendo em vista a atual situação socioeconômica do Maranhão à luz do atual e dos outros governos, mas também embalada com muita emoção ao tocar no fato de que se o nosso povo quer um Maranhão diferente, tem que começar com um voto diferente. “Este programa é um convite para pensar”, diz a narradora do programa.

Trata-se de um programa que revela a realidade nua, crua dos maranhenses mais pobres, e eles são mais da metade da nossa população, de acordo com o IBGE). Uma situação triste, mas com responsáveis diretos: os chefes do nosso executivo nos últimos anos.

Assista ao programa e compartilhe com os amigos essa ideia: para uma realidade diferente, precisamos votar diferente!

Tocador de vídeo

Compartilhar

ELEIÇÕES 2018: Roberto Rocha mostra força política em Timon


O candidato ao governo do Estado pelo PSDB, Roberto Rocha, mostrou em Timon sua força política, com isso sua luta pelo Palácio dos Leões continua a todo vapor, coisa que preocupa muito o candidato a reeleição, Flávio Dino, que apenas mensura seus intentos eleitorais através das pesquisas mirabolantes e encomendadas por seus agentes dos institutos mirabolantes, que tem suas pesquisas mirabolantes publicadas nos veículos de comunicações que vivem do milho jogado pelo Palácio dos Leões…

Compartilhar

Zé Inácio demonstra força política para sua reeleição

 

O deputado Zé Inácio entre os dias 13 a 16/09, cumpriu agenda política na região Tocantina nos municípios de João Lisboa, Sítio Novo, Itinga, São Pedro da Água Branca, Amarante e Davinópolis com lideranças e moradores do municípios.

Em João Lisboa, Zé Inácio reafirmou seu compromisso com o grupo político, que conta com o apoio do Prefeito Jairo Madeira e da vice-prefeita Maria do Nilson. E falou de grandes ações que já realizou por João Lisboa como: seu apoio em eventos culturais da cidade e a revitalização da Praça Cidade Nova, que em breve iniciará a obra.
“Essas visitas estão sendo fruto do trabalho árduo que semeamos em vários municípios melhorando a vida das pessoas, e que agora nestas visitas estamos revendo como tudo foi investido pelo desenvolvimento destes municípios”, disse Zé Inácio.

No município de Sítio Novo, Zé Inácio na companhia do Prefeito João Piquiá visitou e realizou reuniõe nos povoados Paciência, Patis e Santa Maria.
O deputado já contribuiu com o desenvolvimento do povoado desde quando era superintendente do Incra, com a melhoria da estrada que dar acesso ao assentamento Nossa Senhora da Conceição. Em seu mandato, destinou recurso para: 2,5 km de asfalto para as ruas de Sítio Novo e recurso para manter o hospital Municipal Frei Alberto Bereta. Uma solicitação das comunidades ao deputado é para estadualizar a estrada que liga o posto Santana na BR 226 até São Pedro dos Crentes; continuar lutando pela titulação das moradias junto ao Incra, e por uma escola que ofereça o ensino médio aos alunos do assentamento Patis.
Em Itinga, com a ex-prefeita Vete Botelho, Zé Inácio prestigiou uma cavalgada no assentamento Água Fria, e também visitou o povoado Vila Bandeirante.

Em São Pedro da Água Branca, foi realizada uma reunião com lideranças, o Prefeito Pelezinho, e os vereadores do Partido dos Trabalhadores-PT Raquel, Francildo e Zé Lima. O deputado falou do trabalho que já vem realizando pelo município com a destinação de recursos para contrução de ruas com bloquetes. E também se prontificou a lutar pelos direitos das quebradeiras de côco, e apoiar a cultura local, o esporte e o lazer._

Encerrando a agenda, em Davinópolis onde foi realizada reunião com a vereadora Lane (PT), e dirigentes do Sindicato dos Trabalhadores Rurais, Zé Inácio reforçou seu apoio ao município e que irá lutar por mais benefícios aos assentamentos Alegria e Água Viva.
Compartilhar

Nonato Chocolate relembra encontro histórico com Fernando Haddad, ex-ministro de Lula, e reafirma apoio ao candidato

Fernando Haddad exibindo a foto da sua primeira visita a São Luís como ministro entre Zé Inácio e Nonato Chocolate, um dos nomes mais expressivos do PT no Maranhão, atualmente, o secretário municipal de Agricultura, Pesca e Abastecimento, Notato Chocolate, reafirmou seu apoio ao candidato a presidente da república do partido, Fernando Haddad, que esta semana foi oficializado como representante da sigla na disputa. Militante petista desde os tempos de líder estudantil e com relevantes serviços prestados ao partido há mais de duas décadas, Chocolate relembra um episódio que marcou a visita de Haddad, então ministro da Educação do governo do ex-presidente Lula, a São Luís.
Em foto postada em uma rede social, o ex-ministro e agora presidenciável do PT aparece entre Chocolate e o deputado estadual Zé Inácio, outro líder destacado do PT no Maranhão. “Na ocasião, eu e o deputado Zé Inácio presenteamos o nosso futuro presidente com um retrato do registro da sua primeira visita a São Luís como ministro da Educação.
Na fotografia, também aparecem o falecido ex-governador Jackson Lago e o professor-doutor Oliveira, então vice-reitor da Universidade Federal do Maranhão (UFMA).
Compartilhar

Gol de Placa: Olegário Gama recebe placa ao Mérito da Câmara Municipal de São Luís

Olegário Gama, ícone do folclore maranhense, recebe Placa de
Mérito da Câmara Municipal por iniciativa de Cézar Bombeiro
A Câmara Municipal de São Luís realizou na tarde de sexta-feira, (14),
uma sessão solene para a entrega de Placa de Mérito a um dos mais
respeitados folcloristas do Maranhão, Olegário de Carvalho Gama Neto,
que é também uma das mais expressivas lideranças do bairro da Liberdade.
Há quem afirme, dentro das comunidades que integram o bairro, que a vida
e história de Olegário Gama se identificam com todas elas.
A iniciativa do vereador Cézar Bombeiro (PSD) em homenagear o
folclorista e carnavalesco Olegário Gama foi decorrente do bairro da
Liberdade ser parte integrante da história do Carnaval de São Luís, pelo
bloco Os Velhinhos Transviados, que por oito vezes foi campeão
maranhense. Foi através do bloco, que o nome do bairro da Liberdade está
escrito na maior festa popular de São Luís e do Maranhão – o Carnaval,
fruto do trabalho e abnegação de Olegário Gama.
Servidor público estadual aposentado, viúvo e pai de dois filhos,
Olegário Gama diz que, o seu coração e a sua vida dão preenchidos todos
os dias pelas pessoas e amigos que construiu em todo o bairro da
Liberdade e os demais vizinhos. “Procuro sempre transmitir as minhas
experiências para as pessoas da comunidade e tenho um respeito muito
grande pela juventude”, destaca o folclorista.
Ele disse que “fiquei bastante emocionado com a homenagem do amigo Cézar
Bombeiro, que como vereador tem lutado incessantemente com os segmentos
comunitários para o desenvolvimento do bairro, mas infelizmente quem é
sério e transparente dentro da politica não é respeitado e nem levado a
sério, mas Cézar Bombeiro pelo que conheço não mudará a sua postura
arraigada em princípios e valores éticos, finalizou Olegário
Compartilhar

OLHA ISSO! No programa do PSDB Waldir Maranhão falou que o PT fez acontecer

O deputado federal Waldir Maranhão, candidato à reeleição pelo PSDB, voltou a rasgar elogios ao PT em pleno horário eleitoral tucano.

Na TV, sob o pretexto de explicar porque tomou a decisão de anular o impeachment, o parlamentar elogiou programas sociais petistas e criticou o “golpe”.

“As pessoas menos favorecidas foram beneficiadas por programas sociais de um governo que vinha fazendo acontecer”, declarou.

Essa é a segunda manifestação de apoio de Waldir Maranhão ao PT em pleno horário eleitoral do PSDB.

Há uma semana, ele apareceu ao lado de lula na propaganda do partido (reveja).

A direção do PSDB ainda não se pronunciou sobre o assunto.

Compartilhar

Roberto Rocha discute o Maranhão com estudantes e defensores na Faculdade Estácio

Roberto Rocha, candidato ao cargo de governador do Maranhão pelo PSDB(MA), participou nesta terça-feira, 11, no auditório da Faculdade Estácio (Centro), do “Diálogo com os Candidatos”, promovido pela ADPEMA – Associação de Defensores Públicos do Estado do Maranhão e DPE/MA – Defensoria Pública do Estado do Maranhão em parceria com a Faculdade Estácio.

Para uma plateia formada de defensores públicos, além de professores e universitários, Roberto Rocha falou sobre as propostas do seu Plano de Governo, denominado e registrado em cartório como “Caderno de Boas Idéias”, sobre o qual o candidato explicou estar constituído com mais de 180 propostas dispostas em dois eixos: preparar o Maranhão, com cinco principais temas e preparar os maranhenses, com outros cinco temas.

O candidato relacionou, ainda, as potencialidades do Maranhão em riquezas naturais, principalmente em águas, referindo-se às doze bacias hidrográficas que banham o estado. Por meio de sua atuação parlamentar como Senador da República, desde março de 2017, Roberto Rocha, tem capitaneado a realização de Seminários de Revitalização dos Rios Maranhenses, com o objetivo de chamar a atenção da sociedade civil, bem como de políticos, empresários, gestores, estudantes, ambientalistas, dentre outros profissionais de diversas áreas, para a problemática do assoreamento dos rios. Em todo o ano de 2017, foram realizados seis seminários ao longo das principais regiões do estado.

Ao falar sobre economia,Rocha afirmou que acredita no Maranhão como detentor de um grande potencial econômico ainda não explorado, e que, administrado como deve, pode tirar a população maranhense das estatísticas com maior índice de pobreza do país. Disse ser candidato porque não se conforma com uma situação, segundo ele, de forte contradição: um estado potencialmente rico, mas, com um povo empobrecido.

O candidato elogiou a iniciativa das instituições organizadoras do “Diálogo com os candidatos”, destacando que o contato do público jovem presente com os candidatos enriquece o processo eleitoral, como um ato de democracia.

Compartilhar

Executiva do PT aprova nome de Haddad como novo candidato à Presidência

247 – O “mercado”, denominação que a imprensa conservadora dá às elites nacionais, 1% da população composta por banqueiros, altos executivos e rentistas, admite abertamente: Haddad é o favorito para vencer as eleições. Um dos jornais que funciona como “Diário Oficial” deste segmento, o Valor Econômico, da família Marinho, escreveu com todas as letras nesta quarta (12): “Fernando Haddad ainda é o que mais assusta o mercado, ao ser considerado um nome cada vez mais forte na disputa de segundo turno com Bolsonaro”. E mais: “Falta pouco menos de um mês para a eleição e, aos poucos, o cenário mais temido pelo mercado financeiro vai ganhando força.

Geraldo Alckmin (PSDB), o preferido dos investidores por seu discurso reformista, continua patinando, enquanto os candidatos de perfil esquerdista Ciro Gomes (PDT) e Fernando Haddad (PT) avançam, ganhando fôlego para enfrentar Jair Bolsonaro (PSL), líder nas pesquisas de intenções de voto, no segundo turno”.

Qual o temor das elites? O artigo do Valor Econômico é exemplar, ao revelar abertamente o que temem os ricos: um governo que favoreça os pobres. O texto é direto: “Hoje o que se tem de concreto é um discurso que vai na contramão de tudo o que o mercado considera fundamental para a economia voltar aos trilhos. O programa do PT prevê, por exemplo, ampliação de financiamentos por parte de bancos públicos e reversão de medidas como o teto de gastos e a reforma trabalhista.

Também defende um regime de câmbio “mais estável” e a revisão do sistema de metas de inflação, além do uso de US$ 40 bilhões das reservas internacionais para financiar a infraestrutura”. Ou seja, o programa do PT é o inverso do programa de Temer, Alckmin e Bolsonaro -e o ‘mercado’ está apavorado com isso.

No artigo, assinado pela repórter Lucinda Pinto, assinala-se que o mercado, apesar de ver a candidatura de Ciro como “esquerdista”, identifica um perfil mais aceitável no ex-governador do Ceará: “Ciro Gomes é outro nome que gera muita tensão entre investidores. Embora tenha um discurso também fiscalista, referendado por seu assessor econômico, Mauro Benevides, Ciro defende medidas consideradas populistas.

Uma delas é a promessa de oferecer um mecanismo para tirar o consumidor do SPC, o que passaria pelo uso dos bancos públicos. Também propõe um duplo mandato para o BC – de inflação e emprego -, o que aponta para menor autonomia para a autoridade monetária. E fala em buscar um nível de câmbio que estimule a economia, o que arranharia o regime de câmbio flutuante.”

Compartilhar

CASO LULA: Brasil será responsabilizado se TSE desobedecer ONU, dizem professores

Declarar a inelegibilidade de Lula após ordem da ONU em contrário é violar o Pacto de Direitos Civis e Políticos, do qual o Brasil é signatário. Esse é o argumento dos professores de Direito Marcelo Ramos Peregrino Ferreira e Orides Mezzaroba, que apresentarão parecer com a tese ao Tribunal Superior Eleitoral, a pedido da defesa do ex-presidente.

Lula está preso e pode ficar inelegível por ter condenação em segundo grau, conforme determina a Lei da Ficha Limpa. Ricardo Stuckert

No dia 17 de agosto, o Comitê Internacional de Direitos Humanos da Organização das Nações Unidas (ONU) divulgou posição favorável ao exercício pleno dos direitos políticos do ex-presidente Lula na campanha, mesmo que esteja preso.

A ONU entende que Lula tem direito de exercer a condição de candidato na eleição de 2018 até que se esgotem os recursos pendentes de sua condenação, conforme manda o inciso LVII do artigo 5º da Constituição brasileira (“Ninguém será considerado culpado antes do trânsito em julgado de sentença penal condenatória”, diz o inciso). As Nações Unidas determinam ao Estado brasileiro que “tome todas as medidas necessárias para que para permitir que o autor [Lula] desfrute e exercite seus direitos políticos da prisão como candidato nas eleições presidenciais de 2018, incluindo acesso apropriado à imprensa e a membros de seu partido político”.

Para os professores que assinam o parecer, o descumprimento de uma decisão do Comitê resultará na responsabilidade internacional do Estado brasileiro. “A decisão do Comitê de Direitos Humanos da ONU vale por si mas, pode, em uma interpretação harmônica com o ordenamento interno, ser considerada como decisão do artigo 26-C, da Lei Complementar 64, como alteração fática e jurídica para suspender a inelegibilidade (artigo 11, parágrafo 10, Lei n. 9.504/97), porquanto seu caráter cautelar é idêntico ao efeito suspensivo alinhavado na lei nacional”, afirmam.

Lula, que está preso desde 7 de abril, registrou candidatura no Tribunal Superior Eleitoral nesta quarta-feira (15/8) e a corte já recebeu pedidos de impugnação, inclusive da procuradora-geral da República, Raquel Dodge. O ex-presidente já teve negado pela Justiça pedidos para gravar vídeos, dar entrevistas para a campanha da prisão e de ter representante do PT nos debates.

Clique aqui para ler o parecer

Compartilhar