Pela primeira vez uma mulher à frente da Procuradoria-Geral da República

O presidente do Senado, Eunício Oliveira (PMDB-CE), se encontrou na noite desta quarta-feira com Raquel Dodge, indicada pelo presidente Michel Temer para ser a nova procuradora-geral da República. Eunício a recebeu no Senado. O presidente do Senado disse a “O Globo” que escolheu o senador Roberto Rocha (PSB-MA) para ser o relator da indicação de Raquel Dodge.

Os maranhenses, de uma forma geral, ficaram orgulhosos de ver o nome do procurador da República Nicolau Dino figurar como o primeiro entre os três nomes mais votados para compor a lista tríplice enviado ao presidente Michel Temer para escolher o novo Procurador-Geral da República. Infelizmente não deu para o nosso conterrâneo, pois Temer optou pela Raquel Dodge, segunda colocada na tal lista tríplice.

Em um país dividido e radicalizado politicamente, claro que a indicação de Raquel Dodge causaria polêmica, já que a mídia a pintou e a coloriu como alguém do PMDB, do Sarney, do Jucá e disposta a “estancar a sangria”, como escreveu de forma ridícula e completamente desrespeitosa o jornalista Ricardo Noblat no seu blog.

Os críticos da futura Procuradora-Geral da República alegam que a doutora é adversária do atual procurador geral Rodrigo Janto.

Ora, que apontem uma única instituição democrática neste país onde membros não divergem, discutem, brigam e alguns casos até dirigem palavras duras uns contra os outros! O próprio Supremo Tribunal Federal no presenteia quase em todas as suas sessões com “espetáculos democráticos” entre ministros que só faltam ir às vias de fato.

Ou seja, é balela, é mimimi, como bem disse o jurista maranhense Abdon Marinho, todas essas críticas contra a indicação da Raquel Dodge para assumir o comando da Procuradoria-Geral da República.

No mais, gostaria da saber a opinião das feministas de dentro e fora do Congresso Nacional sobre o fato da PGR passar a ser comandada pela primeira vez na sua história por uma mulher.

Em tempo: O presidente do Senado, Eunício Oliveira (PMDB-CE), se encontrou na noite desta quarta-feira com Raquel Dodge, indicada pelo presidente Michel Temer para ser a nova procuradora-geral da República. Eunício a recebeu no Senado. O presidente do Senado disse a “O Globo” que escolheu o senador Roberto Rocha (PSB-MA) para ser o relator da indicação de Raquel Dodge.

Compartilhar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *