PF prende playboys com notas falsas

 A quadrilha presa ontem pela Polícia Federal acusada de tentar despejar em São Luís R$ 100 mil em notas falsas era fornada vais somente por jovens de classe média alta.As investigações, iniciadas em dezembro de 2015, surgiram após diversas denúncias de vítimas do esquema criminoso. O modus operandi consistia na compra de produtos de luxo, tais como jóias, perfumes e celulares de última geração com o pagamento em cédulas falsas.

As investigações apontam que o grupo criminoso teria adquirido, inicialmente, um lote de R$ 100.000,00 (cem mil reais) em cédulas falsas, e estaria “derramando” em diferentes comércios na Capital. Além disso, os investigados já se preparavam para repassar mais dinheiro falso no feriado de Carnaval, período em que há grande circulação de dinheiro em espécie.
A Polícia Federal cumpriu 12 Mandados Judiciais, sendo 02 de prisão preventiva, 03 de prisão temporária e 07 de busca e apreensão. Ressalte-se que os 02 principais integrantes do grupo criminoso já haviam sido presos em 25/01/2016 na cidade de Alto Alegre do Maranhão/MA, quando estavam na posse de 6 cédulas falsas de R$ 100,00 (cem reais).
A Operação contou com a participação de 28 Policiais Federais, sendo denominada PISCICULTURA (Criação de Peixes) em alusão ao fato de que a associação criminosa age repassando cédulas falsas de R$ 100,00 (cem reais), que tem como animal estampado nas notas a garoupa.
Blog Gilberto Lêda
Compartilhar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *