Piti de Edilázio demonstra falta de interesse em vistoriar Porto do Itaqui

A visita do Comissão de Fiscalização Financeira e Controle da Câmara dos Deputados, para vistoria ao Porto do Itaqui, teve início com um verdadeiro piti do requerente, o deputado Edilázio Júnior.

A vistoria, segundo o presidente da Comissão, deputado Léo Motta (PSL/MG), foi pedida com uma vistoria técnica pelo Porto do Itaqui.

Ao se dirigir até um dos berços do Porto, dentro de um microonibus, Edilázio disse que não era preciso parar para a vistoria técnica. Contrariado porque outros deputados que integravam a comitiva afirmaram que era necessário, ele deu piti dentro do veículo.

Abriu a porta e ordenou que o motorista não parasse. Fato que não ocorreu. Edilázio então liderou uma rebelião para que os oposicionistas não saíssem do carro, e conseguiu segurar Aluísio Mendes, César Pires e Wellington do Curso.

O piti de Edilázio só demonstra que o interesse dele não é vistoriar o Porto do Itaqui.

Clodoaldo Correa

Compartilhar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *