Racismo no futebol Maranhense gera grave denúncia

Imagem tirada da internet
A assessoria de comunicação do Moto Club de São Luís, time tradicional do futebol maranhense, um dos maiores campeões do estado, confirmou para essa segunda-feira (30), uma coletiva de imprensa para falar entre outro assuntos sobre um possível crime de racismo ocorrido contra atletas do Moto.
Nesse domingo (29) a equipe rubro-negra enfrentou o time do Americano pela segunda rodada do Campeonato Maranhense e venceu de virada pelo placar de 2 a 1.
O técnico do Americano Leandro Lago teria agido com insultos racistas jogadores do Moto, informação não confirmada, mais o assunto deve ser tratado durante a coletiva dessa segunda (30). Os atletas que teriam se sentido ofendidos são Ozeia, Fernando Fonseca e Felipe Dias, esse último, meio-campo e capitão do Moto Club.
As coletivas no CT Pereira dos Santos, que é o Centro de Treinamento do Papão, ocorrem normalmente às 15 horas, portanto 3 da tarde, antes do início do treinamento. Na coletiva dessa segunda (30), além de futebol, o assunto será o polêmico e desconfortável crime de racismo. A coletiva vai contar com a participação além de jogadores, também do diretor de futebol do Moto Club, Waldemir Rosa.
Eduardo Ericeira
Compartilhar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *