Ribamar: Eudes Sampaio mostra preparo e conhecimento de gestão em sabatina

Por Marco Aurélio D´Eça.

O prefeito de São José de Ribamar e candidato à reeleição, Eudes Sampaio, foi o último sabatinado da série promovida pelo programa Na Mira, da rádio Mirante FM. O atual gestor mostrou preparo e conhecimento da gestão para solução para os principais problemas do município, avançando em outras áreas onde a gestão ainda não atuou.

“Pra qualquer coisa que vai fazer na vida é preciso ter o mínimo de conhecimento. Respeito todos os candidatos, mas ser prefeito de São José de Ribamar não é uma aventura, exige extrema responsabilidade. Por isso precisa ser administrada por quem conhece sua economia, sua geografia e seus problemas. Precisamos de uma gestão eficiente e que coloque o cidadão em primeiro lugar. É isso que estamos fazendo e vamos continuar fazendo pelos próximos quatro anos”, afirmou o prefeito.

Confira o que disse Eudes sobre os principais temas tratados:

Educação na pandemia

“Durante a pandemia fizemos ensino remoto, pesquisa com a comunidade escolar e atividade à distância, com as mães buscando a atividade na escola. Conseguimos atingir durante a fase aguda da pandemia 80% dos alunos. Estamos levantando o número de alunos não atingidos para atingirmos 100%”.

“Vamos voltar em modelo híbrido em 2021, com kits de segurança sanitária para os alunos. Vamos atender os alunos não foram atendidos. 20% dos alunos de Ribamar corresponde a aproximadamente 5 mil alunos. São 113 escolas. Melhorando acesso à Internet temos condições de atingir esses alunos. Temos como atingir esse número”.

Limite entre municípios da Ilha

“Existe um grande equívoco na questão de se colocar que existe problema na definição dos limites na Ilha. Os limites estão absolutamente resolvidos. O governador Flávio Dino sancionou três leis, que solucionou a divisão. Não há mais qualquer tipo de dúvida. São 350 pontos identificados. Quem falar isso está desinformado. Foi uma luta muito dura. Iniciamos isso em 2005 quando nosso grupo político entrou na prefeitura. Eu era secrteário da Receita e coordenei o trabalho. No Censo 2010, melhorou. E em 2017, quando Luís Fernando voltou fomos a campo, o projeto foi aprovado na Assembleia e foi resolvido. A questão do IPTU, sentamos com a prefeitura de São Luís para não mandar para o Cohatrac V e resolvemos”.

Geração de empregos

Por sermos o único município que faz limite territorial em fronteira terrestre com São Luís e termos uma economia mais frágil, 60% da nossa população trabalha em São Luís. E temos que criar infraestrutura no que temos potencial, como o Turismo. Precisamos criar infraestrutura turística, para que o turista que vem em Ribamar para o turismo religioso, fique mais um pouco e consuma mais como em outros lugares. Por isso, temos um plano para melhorar o setor, principalmente o turismo náutico, temos uma baía muito bela. Agora mesmo conseguimos recurso para revitalizar a Meira Mar, vamos urbanizar o espigão e atrair mais turistas. E vamos investir na educação profissionalizante. Ainda perseguimos a implantação do distrito industrial para atender a Ilha, que vai gerar muitos empregos na nossa cidade.

Infraestrutura

“O problema de uma cidade que chove seis meses no ano é drenagem. Nas vias asfaltadas que não tem drenagem, o asfalto vai danificar. Devemos fazer o que estamos fazendo hoje, como na Mascarenhas de Moraes. Todo ano ali acabava e estamos fazendo uma obra que vai durar uns 30 anos. Esse é um exemplo que vamos atacar nos próximos anos. São vários trechos como esse, por exemplo, no Parque Vitória, e vamos evitar esses problemas atacando a drenagem”.

Compartilhar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *