Sindeducação: Exercício financeiro de 2014 e 2015 é aprovado por ampla maioria em Assembleia

Gestão Renovar e Avançar na Luta obteve a aprovação da prestação de contas do exercício financeiro de 2014 e 2015, em Assembleia Ordinária. O evento ocorreu na tarde da última quarta-feira, 14, no espaço Real Promoções, bairro Turu.
Estiveram presentes, a presidente do sindicato, professora Elisabeth Castelo Branco; o conselho fiscal da entidade sindical, representado pelas professoras Izabel Cristina e Orfisa Surama; o diretor financeiro, professor Benedito Oliveira; o assessor jurídico, Antônio Carlos Araújo e o assessor contábil, Antônio Uchôa Frazão.
A presidente do Sindeducação iniciou a sessão explicando o motivo da suspensão da última Assembleia de Prestação de Contas, que aconteceu no dia 31 de agosto: “O descontrole e a agressividade do grupo de oposição à gestão Renovar e Avançar na Luta impediu a realização da última assembleia, e, por conta do tumulto, decidimos suspender a reunião”.
Apesar do alvoroço ocasionado pelos opositores, a apresentação da prestação de contas foi realizada, conforme o edital de convocação. O assessor contábil, Uchôa, apresentou explicações sobre os balancetes dos anos de 2014 e 2015.
Na oportunidade, a presidente e vice-presidente do Conselho Fiscal, Orfisa Surama Nunes e Isabel Cristina Dias, respectivamente, relataram o parecer do exercício financeiro dos referidos anos, deferindo a aprovação do relatório de prestação de contas.
Durante a exibição do relatório, a professora Orfisa Surama comunicou que o Conselho Fiscal solicitou a abertura de processo judicial contra a ex-presidente do sindicato, Lindalva Batista, e a ex-tesoureira, Elione Costa da Silva, para ressarcimento de cerca de R$ 90 mil para entidade sindical. O valor é referente aos gastos do sindicato durante o ano de 2012, em que não houve prestação de contas. A inconsistência financeira foi identificada pela a atual direção do Sindeducação, que desde a época vem cobrando o montante e documentos contábeis dos anos de 2008 a 2012.
Logo em seguida, foi iniciada a votação. No total, compareceram à Assembleia de Prestação de Contas 147 pessoas. De forma democrática e transparente, foram contabilizados: 77 votos a favor da aprovação, 60 votos contra, e houve abstinência de 10 professores. Considerada aprovada pela maioria dos votos, o relatório contábil de prestação de contas do exercício financeiro de 2014 e 2015 será encaminhado para o Ministério Público, a fim de legitimar a transparência da análise e das notas financeiras.“Em nenhuma gestão do Sindeducação houve essa transparência e responsabilidade com o dinheiro dos associados”, afirmou a presidente do Conselho Fiscal, Orfisa Surama.
asssind
Agressões – nesta ocasião, o nível de descontrole do grupo de oposição extrapolou, e uma aposentada foi agredida por um membro da oposição. Ao perceber que o plano de desaprovar as contas do sindicato não seria concluído, o grupo da ex-presidente, lançou ameaças contra a vida da presidente do Conselho Fiscal e de uma funcionária do sindicato. “Mais uma vez, uma assembleia de professores teve que ser contida pela segurança do local, isso é vergonhoso, expôs a professora Josidete Barbosa.
Como os fatos mudam…
A oposição de hoje, é a mesma que pleiteava contra a gestão passada. No entanto, com a insuficiência de agregar forças para impulsionar seus anseios de assumir o controle do Sindeducação, uma única alternativa lhes restou: aglutinar força com o grupo da ex-presidente, que nunca manteve transparência durante o seu mandato. Uma oposição com ideologia fraca é muito mais volúvel à mudança de lado.
É notória a fragilidade da atuação do grupo de oposição à atual direção do Sindeducação, que sempre usa a tática de ataque pessoal, através de insultos, inverdades e agressões, para tentar atingir a Gestão Renovar e Avançar na Luta. Em resposta, a atual direção permanece focada no que de fato interessa: lutar por melhorias expressivas para classe de professores da rede pública municipal de São Luís.
asssind2
Compartilhar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *