TUCANOS CONTESTAM ESCOLHA DE RELATORA NO TSE


247 – O senador Cássio Cunha Lima (PSDB-PB), líder tucano no Senado e um dos principais aliados do senador Aécio Neves (PSDB-MG), contestou, neste sábado, a decisão do ministro Dias Toffoli, do Tribunal Superior Eleitoral, de escolher a ministra Maria Tereza Moura, e não Gilmar Mendes, como relatora da ação que pede a cassação de Dilma Rousseff e Michel Temer na corte.
“A decisão é atípica e incomum”, disse ele, prevendo que, mesmo com Maria Tereza, o resultado será a cassação de Dilma.
“Tenho certeza de que a Corte Eleitoral saberá preservar a norma, que vale para todos, e fortalecer a democracia, combatendo eleições viciadas pelo abuso de poder e corrupção”, afirmou.
Detalhe: Cunha Lima fala com conhecimento de causa, pois já foi cassado por compra de votos, quando era governador da Paraíba.
Leia, abaixo, sua nota:
Salvar Dilma significa enfraquecer a República
A decisão é atípica e incomum. A ministra Maria Thereza foi vencida. Não é praxe o vencido ser relator. A própria ministra fez declaração neste sentido. Não há nenhuma desconfiança na autonomia, independência e imparcialidade da ministra,  que tem o nosso respeito, mas, reconheçamos que é é algo estranho e inusual.
Porém, o resultado será o mesmo, independentemente de quem seja o relator: a cassação de Dilma. As provas são robustas e cabais.  Nossa legislação eleitoral é muito dura e pune esses abusos praticados com a perda de mandato. 
Tenho certeza de que a Corte Eleitoral saberá preservar a norma, que vale para todos, e fortalecer a democracia, combatendo eleições viciadas pelo abuso de poder e corrupção.  
Porque, em resumo, há dois caminhos: ou preservam-se a lei, a Justiça Eleitoral e a própria República ou se fará um gigantesco esforço para salvar Dilma dos crimes praticados. Salvar Dilma, sem sombra de dúvida, significa enfraquecer a República.
Senador Cássio Cunha Lima 
Líder do PSDB no Senado
Compartilhar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *